precariosinflexiveis Dezembro 2, 2012

Neste dia de acção coordenada por toda a Europa, a Associação de Combate à Precariedade – Precários Inflexíveis, efectuou uma acção dentro do Centro Comercial Armazéns do Chiado, em Lisboa. Esta intervenção dentro de um centro do retalho abordou directamente os trabalhadores dentro dos seus locais de trabalho. Sabemos que a época de Natal é uma das épocas de exploração máxima no retalho: época em que se contratam trabalhadores durante semanas ou um mês, época em que se ignoram horários de trabalho, em que se fazem horas extraordinárias não pagas, em que não é não são respeitados os horários de refeição, de descanso e em que se chantageiam os trabalhadores que em Janeiro verão renovados ou não os seus contratos a prazo.

[youtube jP46wfzuulU 600 338]

A ACP-PI foi a estes centros apelar aos trabalhadores para denunciar as ilegalidades a que são sujeitos, para denunciar as ilegalidades e as chantagens a que os seus colegas são sujeitos. Veio pedir aos trabalhadores que tomem uma posição e que se defendam da precariedade e do desemprego, sabendo que poderão contar, como sempre, com a nossa Solidariedade e com sigilo nas suas denúncias.

Este centros do retalho são locais onde cada vez mais os trabalhadores precários podem trabalhar, mas em que têm cada vez menos capacidade financeira de comprar aquilo que vendem, aquilo que produzem. Sabemos que o Natal na era da Austeridade é uma época em que se aumentam os lucros com base no trabalho precário, mal pago e tantas vezes ilegal. E quando cada vez mais as famílias trabalhadoras nem sequer têm capacidade de comprar prendas para o seu Natal, sem orçamento até para as necessidades básicas, é importante denunciar que o colorido das lojas e as músicas nos centros comerciais funcionam a trabalho precário e a chantagem sobre quem trabalha.

Neste mesmo dia, a ACP-PI denunciou os números do desemprego e da precariedade. Notícias aqui:

http://www.jn.pt/PaginaInicial/Economia/Interior.aspx?content_id=2921869&page=-1

Facebooktwittergoogle_plusredditlinkedintumblrmailby feather

Leave a comment.

Your email address will not be published. Required fields are marked*