Ministro da Educação quer manter precariedade e enfrenta protestos

Tiago-Brandão-Rodrigues_-DIANAQUINTELA004_WEB-800x450Esta quarta-feira houve protestos dos professores no Porto e dos técnicos especializados das escolas em Lisboa. A 9 dias da abertura do ano letivo a situação agrava-se pelas medidas do Ministro Tiago Brandão Rodrigues.

O ministério está a falhar na colocação dos professores contratados e não dá garantias de resolver a situação, o que tem gerado indignação (ver notícia aqui).

No caso dos técnicos especializados das escolas, que são psicólogos, terapeutas da fala, profissionais que acompanham os alunos com necessidades educativas especiais, o ministério fez um truque: disse que ia renovar contratos já em agosto e no despacho inventou regras que excluem quase todos (ver notícia aqui).

Com o início do debate do Orçamento de Estado para 2018, as eleições autárquicas e esta atitude do Ministro Tiago Brandão Rodrigues o regresso às aulas não será pacífico. Esperemos que as notícias de vinculação dos professores contratados sejam reais.

Facebooktwittergoogle_plusredditlinkedintumblrmailby feather