SITE EM REESTRUTURAÇÃO

Precarios Inflexiveis Abril 29, 2015

Um estudo feito pela DECO em 2014 reforça que a Geração 500 euros em Portugal ganha mesmo 500 euros. Na Bélgica o salário bruto médio oferecido a candidatos é de 2100 euros, em Itália de 1100 e em Espanha 800. O desrespeito total pelos horários entre os contratados é evidente, com 60% das pessoas a declararem mais oito horas de trabalho semana por cima das 40h legais (no privado ainda mais), sem compensações, nem mesmo com tempo livre.

Work_For_Free

 

As políticas de (des)emprego do actual governo continuam a dar os frutos desejados no desmantelamento da vida das pessoas e na qualidade do trabalho actual e futuro. As novas ofertas de emprego, além de salários de miséria, não oferecem sequer oportunidades de promoção, retiram direitos laborais e acrescentam horas e trabalho não pagas. No inquérito feito pela DECO-Proteste “Geração 500 euros: trabalho cada vez mais precário“, concluiu-se que as empresas responderam às propostas do governo impondo cortes no salários e subsídios, e aumento das horas extraordinárias:

Cortes impostos pela empresa

  • 11% mais horas de trabalho e igual salário
  • 11% perda de benefícios (alimentação, transporte, etc.)
  • 10% menos salário
  • 4% mais horas de trabalho e menos salário

As mulheres continuam a receber menos que os homens, sendo penalizadas nos seus salários:

Mulheres penalizadas no salário bruto médio

  • € 1260 mulher
  • € 1420 homem
  • € 1620 mulher com estudos
  • € 1870 homem com estudos

Os novos empregos apenas oferecem salários de miséria: 640€ no público e 590€ no privado.

Facebooktwittergoogle_plusredditlinkedintumblrmailby feather

1 thought on “DECO: Salário médio bruto de novos empregos é de 500 euros

Leave a comment.

Your email address will not be published. Required fields are marked*