SITE EM REESTRUTURAÇÃO

Precarios Inflexiveis Setembro 18, 2017

A aprovação portuguesa do Acordo Económico e Comercial Global entre a União Europeia e o Canadá, o CETA (Comprehensive Economic and Trade Agreement) está na reta final. O acordo foi aprovado no Parlamento Europeu em 15 de fevereiro deste ano, mas necessita ainda de ratificação por cada um dos Estados-membros. O Governo português e os vários agentes políticos querem ratificar o CETA rapidamente. O debate na Assembleia da República está agendado para dia 18 de setembro e a votação do CETA para dia 20 de setembro.  Contudo, escusaram-se a informar os cidadãos e a promover o debate público que esta matéria exige e com que se comprometeram no Projeto de Resolução nº 606/XIII/2ª. Afinal, são apenas os direitos e a segurança dos cidadãos em matéria de direitos laborais, serviços públicos, saúde e ambiente que estão em causa. E é também a nossa soberania enquanto país democrático cujo exercício político não se deve subjugar aos interesses económicos e às prioridades dos investidores sobre os cidadãos.

A Associação de Combate à Precariedade – Precários Inflexíveis tem trabalhado em conjunto com outras plataformas e movimentos no sentido de alertar para os perigos do CETA (ver As Perversidades do CETA 1, 2, 3 e 4 e Já conhecem o CETA?). Por isso, associa-se à iniciativa promovida pela Plataforma Não ao Tratado Transatlântico, que decorrerá no dia 18 de setembro a partir das 14h, junto à Assembleia da República. Vamos estar presentes e fazer ouvir as razões de quem querem calar no CETA: os trabalhadores.

Se queres saber porque o CETA significa maior precarização, menos emprego, menores salários e mais desigualdade, menor proteção em matéria de direitos laborais e de segurança no trabalho, bem como muitas outras perversidades do CETA nos mais diversos domínios, junta-te à Contagem final contra o CETA.

Precisamos de toda a gente para mostrar que queremos parar este acordo!

Facebooktwittergoogle_plusredditlinkedintumblrmailby feather

Leave a comment.

Your email address will not be published. Required fields are marked*