Quem Somos?

Somos um Grupo de Bolseiros aberto organizados dentro da Associação de Combate à Precariedade – Precários Inflexíveis.

Reconhecemos a importância do investimento na ciência & inovação e recusamos a “ciência low-cost” com a precarização da profissão de investigador. Lutamos por contratos de trabalho, pela atualização do valor das bolsas, pela adequada cobertura da Segurança Social, por um estatuto profissional que permita valorizar o papel dos investigadores no sistema científico e tecnológico e pela criação de estratégias para o desenvolvimento de carreiras de investigação.

Os Estados-Membros devem procurar tomar as medidas necessárias para garantir que as entidades empregadoras ou financiadoras dos investigadores desenvolvam e mantenham uma cultura de trabalho e um ambiente propício à investigação (…), deve ser dada especial prioridade à organização de condições de trabalho e de formação na fase inicial da carreira dos investigadores, dado que tal contribui para as futuras escolhas e reforça o interesse de uma carreira em I&D.”

Primeira recomendação da Carta europeia do Investigador.

O aumento da produção científica e tecnológica nacional, que tem sido reconhecido e premiado nacional e internacionalmente nos últimos anos, deve-se à dedicação de milhares de bolseiros e investigadores. Contudo, apesar de produzirem conhecimento e de efectuarem trabalho científico, os bolseiros não são vistos como trabalhadores, não lhes são reconhecidos vínculos de natureza jurídico-laboral nem de prestação de serviços.

Uma vez que o novo estatuto de bolseiro de investigação não reconhece as bolsas como contratos de trabalho, os bolseiros não têm direito a serem sindicalizados, a fazerem greve, ao subsídio de desemprego ou de natal. As bolsas de investigação têm duração variável, o que faz com que as carreiras científicas se desenvolvam pela acumulação de bolsas de investigação ao longo de décadas, não tendo os investigadores direito ao contrato de trabalho que lhes é devido. Esta situação agrava-se pelo facto de o valor das bolsas não ser actualizado desde 2002, tendo desde então o poder de compra dos bolseiros diminuído em mais de 20%.

Por estas razões e por acharmos que continua a valer a pena lutar por mais e melhor investimento na Ciência & Inovação, e pelo reconhecimento dos direitos associados à nossa prática laboral, juntamo-nos.

Se te quiseres juntar ao grupo de Bolseiro da Associação de Combate à Precariedade – Precários Inflexíveis, contacta-nos através do e-mail: precariosinflexiveis@gmail.com com o tópico de “BOLSEIROS”