SITE EM REESTRUTURAÇÃO

precariosinflexiveis Julho 11, 2016

Chegou-nos este testemunho sobre as condições de trabalho no IKEA Portugal que aqui partilhamos:

ikea«Muitos tentaram fazer ouvir as suas vozes.

Como ex. colaborador do Ikea, e pelas situações incorretas que se passam sinto-me na obrigação de vos alertar.
A Retal Manager de Portugal Christiane Thomas sabe o que se passa de mal nas Lojas da Ikea de Portugal mas prefere omitir as situações.
Muitos tentaram fazer ouvir as suas vozes e falaram com a Christiane Thomas, falaram com os Diretores, falaram com os Managers, mas eles omitem e distorcem tudo a seu favor.
Diretor do Ikea de Alfragide David Teixeira tem tudo menos de diretor e de líder.
Apenas veio criar um ambiente ainda pior e fazer com que as vagas fossem preenchidas por familiares seus e por amigos dele e amigos dos Managers.
O mesmo de passa com a Diretora da Loja de Loures.
Dou-vos apenas alguns exemplos do que é feito por estes péssimos chefes:
As vagas algumas não abrem, quem eles escolhem passam diretamente para um cargo superior.
Muitos veem de fora desvalorizando os colaboradores que têm capacidades dentro da empresa e não sendo dada as mesmas oportunidades, pois quando as vagas abrem as pessoas para esse lugar já estão escolhidas.
Outro exemplo de influências é feito pelo Diretor da Expansão do Ikea Portugal, não só nas vagas onde tem quase toda a sua família mas também na subida de outros cargos.
Quando abrem a vaga, fazem por obrigação mas já escolheram a pessoa, não feito de uma forma transparente e honesta.
Os salários são outra das questões, onde pessoas com a mesma categoria têm valores salariais diferentes, decisões que passam pelo que os chefes decidem em acordo com a pessoa, não existindo transparência e igualdade.
Os horários, várias pessoas se queixavam das constantes alterações. Chegavam a pedir no próprio dia para fazer mais horas, ou começar a fazer adicionais.
Alguns passaram para uma carga horária superior, sem um critério definido, foram os chefes que disseram que era aquelas pessoas, e as outras quando lhes dava jeito faziam adicionais constantes. O código do trabalho não era cumprido.
Os chefes não davam exemplos e trocavam folgas, ficam horas e horas na empresa, não acompanham os colaboradores, etc.
Managers e Chefes de Departamento têm comportamentos inaceitáveis no entanto continuam a laboral na empresa e a lhes serem pagos bons salários.
Não são líderes, são impositores onde fazem o que querem.
Várias situações incorretas se passam nas lojas do Ikea de Portugal.
Em Alfragide quando lá estive existia um descontentamento generalizado pelo manager de Ikea Food, Logística e de Customer Relations.
Os chefes/as de Departamento não são lideres apenas criam grupos de amizades, relacionamentos e defendem quem querem, criticando os outros. E se as pessoas tentarem falar sobre as situações não são bem-vindas.
As subidas na área de Comin também são pouco transparentes.
O problema está nesta péssima gestão, mas se forem falar com os diretores, managers, chefes e sub-chefes eles vão sempre negar todas as situações.
A direção, Management, Chefes e sub-chefes falharam e não defendem o código de conduta nem a imagem da empresa.
Muitas das relações de trabalho não são desenvolvidas e os colaboradores que falam sobre as situações sofrem uma certa coerção e intimidação, são vários os exemplos, mas tudo é abafado.
Muitos trabalhadores em Portugal tentaram um Sindicato, mas a Direção da Empresa e responsáveis de Recursos Humanos, dizem que sim, mas depois oprimem as pessoas e nada é permitido. Os direitos dos colaboradores não são respeitados.»

Facebooktwittergoogle_plusredditlinkedintumblrmailby feather

146 thoughts on “Testemunho: afinal trabalhar no IKEA não é assim tão bom

  1. Olá, sou um colaborador da IKEA com muito orgulho na empresa e ė triste ver pessoas como esta que não sabem valorizar as oportunidades únicas que a vida lhes dá. Em vez disso, optam por mentir e inventar falsidades como desculpa do seu insucesso pessoal e profissional. Adoro esta empresa e convido todas as pessoas a vir verificar e experienciar uma fantástica experiência de trabalho.

    1. Para alguém incauto, ingénuo ou fragilizado, este comentário deitará por terra tudo o que leu. Mas cuidado pois este comentário foi aqui inserido precisamente por esse motivo, de forma propositada. Agora se o senhor João Pedro é efectivamente um dos visados neste texto ou alguém com a função específica de branquear o que acontece dentro das chefias das lojas em IKEA Portugal, não sei, mas não deixa de ser vergonhoso e de apenas reforçar o que aqui foi dito: trata-se de pessoas perigosas, que fazem tudo para se manter à tona de um cargo para o qual não têm competências. Muita atenção.

      1. Concordo plenamente consigo, trabalhei no Ikea e naquela altura estava muito contente com o meu trabalho e eles também, e a minha chefia impecável. Depois a certo momento mudei de sector e a partir daí tudo mudou, o problema não está na empresa, mas sim na chefia que lá têm em certos sectores. Foi do pior a partir daí, pessoas com medo que lhes roubassem o emprego, pessoas com melhores ideias. Faziam tudo e inventavam tudo para estarem sempre por cima. Infelizmente, fui-me embora devido a isso pois não havia outra solução. Tirando isso, impecável, é preciso é ter sorte a quem calha a chefia! E isso acontece em todas as empresas.

    2. Sr.João Pedro, têm algum familiar a trabalhar no ikea?? E já agora se n se importar de responder como foi que conseguio o emprego no ikea?

      1. Queria dizer apenas que alguma coisa se passa com o recrutamento do IKEA, efectivamente.
        Independentemente dos testemunhos positivos ou negativos de outros utilizadores, a verdade é que há mais de 3 anos consecutivos que me inscrevo no IKEA de Loures e Alfragide. Até hoje sem uma única resposta às candidaturas, sejam elas espontâneas ou a vagas disponíveis.

        Fui vendedor e gestor de equipas por 10 anos nas mais pretigiadas empresas nacionais, líder de vendas, organização e resultados. Tenho carta de recomendação e até referências importantes. Resultado das candidaturas: ZERO. Nem uma entrevista.

        Portanto, meus amigos, lamento dizer mas tenho de concordar que há, efectivamente, algo errado com os processos internos de selecção de candidatos do IKEA. O quê, exactamente, não sei, mas não é normal que uma empresa como a que estamos a falar tenha um processo de recrutamente tão disfuncional como este.

        Aliás, chego mesmo a ter de concordar com a forma de selecção, pois tenho visto inúmeros colaboradores IKEA que nem estão preparados (ou formados) para abordar ou dialogar com clientes.

        Obrigado.

        1. Que idade tem? Com tanta experiência, lamento informar que a partir de determinada idade não é fácil… Infelizmente… Independentemente das competências e independentemente da empresa!
          Por outro lado, com tanta experiência e competenciAs, o que está a fazer há meses a inscrever-se no ikea? Onde há tanta falta de transparência no recrutamento ainda por cima… (?)

    3. O que foi relatado neste post foi algo que se passa na esmagadora maioria das empresas em portugal.
      Desde acontecer nos super e hyper mercados entre outras grandes superficies ate mesmo callcenters, e outras grandes empresas. No fundo teres melhores resultados nao chega! Tens de ser “falso amigo do chefe” para de alguma maneira garantires o teu posto e um bom ambiente de trabalho!
      Garantote que ja passei por isto no continente empresa que adorei super metodicos e organizados no trabalho (coisas que valorizo) eu na equipa tinha os onjectivos todos acima da media era o melhor e com maior numero de cargos de responsabilidade e mesmo assim mantinha maior numero de objectivos cumpridos que toda a equipa, recebia premio maximo mensal e tudo. Sabes o que me aconteceu quando disse que gostava de estudar na faculdade? Adivinha la…? Nao me renovaram o terceiro contrato, a minha chefe (Luisa) da noite para o dia deixou de me falar, uma outra responsavel do turno da noite (nao recebia mais por isso era responsavel da noite alenas pk ja la estava a mais anos) comecou a criar grandes conflitos comigo de forma ridicula inclusive quis me mandar para casa uma noite como se eu tivesse na escola!! Enfim… E depois portanto nao fiquei efectivo, nao pude pagar mais os estudos e na altura fiquei desempregado (2009/20010). E colocaram um colega meu efectivo que entramos no mesmo dia e tudo tendo ele objectivos bem abaixo dos meus. Haaaa devo referir que na altura fazia horas extra porque gostava mesmo do que fazia ninguem pedia era mesmo eu que gostava de tar la a trabalhar. 🙂
      Este relato nao foi para desbalorizar o continente mas sim a chefia que la esta desvalorizou um bom trabalhador e me cortou as pernas desde cedo :/

      1. Pena que essa senhora ( Luisa) ainda continue la e ao que soube, até subiu de posto! Mas….o departamento de CX é um Gueto! Talvez o pior grupo de chefias!
        O que é uma pena porque o ambiente é optimo, os colegas ajudam-se mutuamente , a cantina é praticamente gratuita e as regalias sao otimas….é sem duvida uma grande empresa …pena ter gente dessa qualidade em cargos de chefia!

        1. é mais que verdade eu trabalhei com esta sr:ª e havia muitas queixas dela, mas quem era responsável fazia não saber. Aquilo quando saí já não era o Ikea de Valores era o Ikea da desenvergonhados.

    4. Caro João Pedro, já que é tão agradecido do trabalho que tem pode agora dizer ao seu chefe que lhe encomendou a resposta que a mentira tem perna curta, já que gosta tanto do trabalho que tem então o que faz como subscritor desta página? interessa lhe assim tanto o que os precários dizem? Será você um qualquer NET clipping watcher a ver quem diz mal e quem diz bem do IKEA!? Não seja hipócrita, não existem empresas perfeitas no mundo e em Portugal, muito menos a IKEA, quando a filosofia sueca serve de apenas de engodo porque a gestão essa é do mais autocrática e demente que alguma vez conheci. Sim conheço porque já lá trabalhei e senti na pele coisas duras e más feitas com a conivência dos RH dos chefes de departamento dos diretores e dos managers nacionais. Não só comigo com mtos colegas que tiveram que virar as costas aquilo em que acreditavam porque a isso foram obrigados. Nada nem nenhuma empresa é perfeita muito menos a utopia laboral que você diz ser parte.

      1. Acho interessante a estupidez do seu post. Eu sei perfeitamente dos falhas da minha empresa e estou muito agradecido pelo que tenho na vida. E não ando a ver comentários e a fazer comentários porque foi encomendado pelo chefe. O senhor deve ser um energúmeno cheio de teorias da conspiração, a roçar a esquizofrenia, por achar que a sua má experiência profissional no IKEA, ou mau profissionalismo, não sabemos, é reflectido em todas as áreas de todos as empresas e em todos os postos em Portugal. Não sou funcionário da empresa nem nunca fui mas tenho amigos que trabalham lá e andam felizes da vida. E não são amigos do chefe, são meros operadores. Não tome a sua experiência como um todo. Pode não ser situação única, mas é a SUA experiência não é a experiência de todos. Escusa de estar a fazer acusações inusitadas a fulano e a cicrano que é amigo do chefe. Eu não sou, nem nunca fui, funcionário do IKEA. Infelizmente também não sou remunerado para exprimir a minha opinião. Apenas passei os olhos por um artigo que me despertou a curiosidade se calhar como as pessoas que acusou de terem segundas intenções. Ganhe juízo, se calhar profissionalmente ter-lhe-ía feito bem.

    5. Sr. João Pedro e como são os ordenados lá? todos ganham o mesmo? Quanto ganham os das vendas e quanto ganham os chefes de secção? Problemas há em todos os trabalhos isso é pão nosso de cada dia. No fim o que interessa é o €.
      Por favor responda. Abraço.

    6. sim João pedro, eu como “pessoa”, como o sr, lhe chama, chego aí á empresa e só de olhar fico a saber todos os podres que por aí existem. e se perguntar, claro que me vão dizer. você vai sozinho ou quer que eu o mande? onde é que se viu um estranho entrar numa loja e começar a fazer perguntas sobre os recursos humanos ou o funcionamento da loja? era posto na rua porque não era assunto que me diga respeito. agora se você me arranjar trabalho aí, eu depois posso confirmar que é mentira ou verdade o que um ou outro de vocês diz. não acha? tenha juízo. ou então é daqueles que são beneficiados no Ikea.

  2. Ja la trabalhei e não é assim tao mau. É verdade que existe muitas amizades e que isso faz florescer a carreira mas é assim em todo o lado a IKEA não é pior por isso. É uma empresa que se preocupa bastante com os colaboradores, acho e que é uma empresa que abusa dos chefes isso sim pois via que muitos fazia imensas horas e sofriam muita pressão, as pessoas dos recursos humanos nada podiam fazer pois elas proprias faziam tantas horas como os chefes e os directores de departamento das duas uma ou eram os piores ou tinham medo de perder o emprego. Em regra geral gostei de lá trabalhar e só sai porque arranjei emprego na minha área e a carreira na IKEA não era aliciante em termos de salario vs os horarios e a pressao, neste momento vejo coisas bem piores do que lá vi mas pelo menos recebo o dobro 🙂

  3. Pois , eu até aceitava o convite, mas vai ser difícil , primeiro vai ser complicado identificar o Sr João Pedro , uma vez que a sua fotografia de perfil não está muito nítida, e depois faz-me assim um pouco de confusão , como iria ser o dia? É um convite para trabalhar e “vivênciar” o dia a dia durante um determinado tempo, até ter-mos a nossa própria opinião formada, ou é uma visita guiada, como aquela que os Administradores das empresas antigamente efectuavam com os senhores ministros ,para “mostrar ” como tudo era perfeito , depois de se ter ” varrido o lixo para debaixo do tapete”? Acho muito estranho alguém , colocar o seu posto de trabalho em risco , numa empresa onde pelos vistos tudo é bom demais , somente porque ” não repartem comigo o iogurte á hora do lanche”!!

    1. Gostei. Trabalhei no jumbo w o curioso é que knd ia alguem verificar a qualidade de energia, ar, temperatura nas seccoes alimentares a empresa ja sabia a hora k eles apareciam. Para k? Para terwm twmpo de limpar a seccao e n wncontrar algo indesejado. E digo vos akela charcutaria e talho por baixo das bancadas akilo encontrase de tudo, desde keijo, pedacos de carne, bichos… E por incrivel k pareca ninguem faz juz ao trabalho, k s fod pagame e bem se nao, nao passas na inspeccao. Lol isto é ridiculo.

  4. Caro Joao Pedro,
    Eu tambem fui colaboradora IKEA por bastante tempo e vi muita coisa que me deixou insatisfeita. Acho que nao tem a ver com a filosofia da empresa em si, mas sim com a direcçao que a gere. E isso depende de loja pra loja. Penso que cada um deveria ser livre de partilhar a sua experiencia livremente. Se a sua é diferente, optimo. É sinal que é feliz no seu emprego.

  5. Avjo um absurdo isso tudo, mas a realidade é uma só, “isso nao interesa nada pro cliente”. Essa e umamconversa da qual o funcionário lesado em questão, deveria ter com superiores e não anunciar, nao podemos fazer nada e nao vamos deixar de ser clientes.

  6. Fui colaboradora do Ikea Alfragide de 04/02/2004 até o dia 17/11/2012 foram quase 9 anos da minha vida dedicados e até certa altura reconhecidos. Fiz um trabalho único naquela loja que era recuperar artigos com embalagens danificadas quando desisti de lutar contra um sistema que já estava podre tinha dado a ganhar a loja com o meu trabalho cerca de 400 mil euros em três anos com 5 horas de trabalhos diarios reconhecidos por alguns chefes da loja. Mais que infelizmente nada poderam fazer para me salvar o posto de trabalha. Fui posta de lado e até para ter 15 minutos de pausas direitas por lei tinha que ir comer a casa de banho. Fui para uma sala e coagida a fazer um acordo e ir me embora quando disse que não aceitava foi me dito que a partir daquele momento a minha vida como colaboradora não seria facil. Os chefes de departamento de vendas “Paulo Nascimento” e a chefe de secção de textil na altura “Silvia” que a partir daquele momento a minhá vida como a dita colaborado não seria fácil. É não foi. Estive de férias e quando voltei tinhas os meus horários trocados as minhas folgas que eram fixas sábado e domingos passaram a ser aos domingos e terças. Cheguei a ter uma reunião na altura com o diretor de loja o francês Ives Michael e mostrei a minha agenda de trabalho a mostrar o que fazia todos os dias e a perguntar porque numa secção com 12 colaboradores por que só o meu horário feito a mão e não pelo colaborado que fazia o horário da loja inteira. Fiquei sem resposta o diretor disse que diante dos meus argumentos tinha que tomar uma posição por que não fazia ideia do que se passava. Mais ele também lavou as mãos é mais fácil se livrar de um colaborador do que de uma chefe. Tive chefes de outras secções que queriam ficar comigo mais isto foi me negado. O que digo aqui tenho provas: Agendas de trabalho, ficheiros, emails que enviava regularmente para os chefes. E as gravações da arrogância e como a Sra Silvia minha chefe direta me tratava. Sei que isto tudo para o fundador do Ikea é uma bomba pois os valores e princípios que ele tinha para o projeto nunca foram o que realmente acontece na Ikea Portugal. Desisti e fiz um acordo não consegui resistir a um sistema que infelizmente existe…

    1. Penso que o IKEA na Suécia deveria ser notificado destas e outras situações.
      Eu, muito honestamente, estou a pensar enviar um email para lá a relatar a dificuldade que tenho há mais de 3 anos em ser chamado para um única entrevista de trabalho.

  7. Eu fui colaborador 2 anos e tal, selecionado entre 17 mil candidatos para apenas 600 vagas. Corria o ano de 2007. É VERDADE o que está descrito. Eu vivi várias situações destas com colegas e comigo ocorreu 8 x ao ponto de me demitir por ver que a filosofia é bonita mas na prática os diretores e chefes integridade tem pouco. Quem não souber a definição procure no dicionário. Eu entrei para as vendas, fui colaborador exemplar, formação acima da média, vagas internas para colaboradores com mais de dois anos de casa, formação superior específica, mas quem entrava para essas vagas internas, eram os amigos dos amigos, conhecidos e parceiros, na maioria de fora. Para vagas internas é caricato. O nojo dessa gente mesmo do diretor que soube das 8 x , pois nunca me calei enfiava a cabeça na areia. Tenho dados, factos, certificados de colaborador exemplar, e hj sou um empresário de sucesso na minha área. Muita gente que conheci e conheço a quem cortam as progressões só porque as vagas são para os amigos e não para quem as merece. A mim um dia disseram me, deves fazer como os outros almoça junto aos chefes…. é de rir. Sr JOÃO PEDRO, das duas uma, ou entrou com cunha ou certamente deve andar muito ocupado para dizer que isto é mentira. A nossa sociedade está vocacionada para o yes man.

    ex colaborador de vendas Ikea matosinhos

  8. Eu trabalhei nos recursos humanos na IKEA Matosinhos e confirmo muitas destas situações aqui descritas,sei de muitos segredos da IKEA Matosinhos nomeadamente do que as minhas ex-colegas dos recursos humanos fizeram-me passar (Susana,Vania e Fátima) são do pior que ja vi,deixo aqui só um pequeno exemplo: uma vez fecharam-me numa sala para me ameacarem e me deixarem com medo porque fiz uma participação à administração duma colega (Fátima) que me humilhou e gritou perante uma data de colaboradores (numa situacao de emergência na loja) em que me impediu de ajudar e ainda me repreendeu fortemente por querer ir ajudar a procurar uma criança perdida na loja…(fiz uma participação por escrito…que foi fortemente ocultada )
    NOTA: tenho gravações das ameaças que me fizeram duas das colegas (Fátima e Vania) feitas com o telemóvel,gracas a deus ja não trabalho na IKEA Matosinhos embora tenha adorado o que fazia nos recursos humanos e na IKEA, tive acesso a imensa informação e aprendi muito (do que não se deve fazer num departamento de RH nomeadamente tratar mal os colaboradores para que estes tenham medo) aprendi imenso da função e trabalhei num ambiente de sonho com colaboradores excepcionais duma qualidade jamais vista,so nao consigo entender como certas pessoas nomeadamente este trio de meninas dos RH consegue fazer a “cama” a tanta gente(e ninguém as pára),nomeadamente fazerem a “cama” ao próprio ex director!!
    Deixo aqui um bem haja à pessoa que denunciou esta situação muito certamente só denunciou um décimo de tudo que se passa la dentro,eu sei de centenas de casos de maus tratos psicológicos injustiças,etc etc…mas isso passa-se em todas as empresas no país,ali o problema não é a empresa em si que tem uma cultura fenomena e é uma empresa fantástica para trabalhar,o problema ali são certas pessoas… nem todas são excepcionais,deixo aqui uma nota de louvor à equipa do IF,comin,vendas e entre outras que infelizmente são as mais desprezadas menos bem remuneradas e as que mais fazem pela empresa!!
    E um bem haja a quem teve a coragem de denunciar esta situação miserável que ali se passa dentro!! Tudo o que descrevi neste meu comentário tenho provas!! E quem ali trabalha sabem bem quem sou!!! Eu só falo em relação a Matosinhos porque estive bem dentro da situação e vivi esta situação na primeira pessoa quanto às outras lojas não me prenúncio…
    \®/

    1. Finalmente alguém arranjou coragem para contar todos estes podres acerca da IKEA. Melhor não podia estar descrito o que realmente se passa nesta empresa. Infelizmente nos, os ainda trabalhadores, temos de lidar diariamente com estas situações. A pressão é imensa, o reconhecimento é nenhum e trabalhamos com o medo de não poder dizer nada porque senão estamos automaticamente sujeitos a represálias. É um empresa que vive de fachada… Diz que valoriza os seus colaboradores e depois a única coisa que dá valor é ao volume de faturação. É triste trabalhar numa empresa assim. Não recomendo a ninguém. Não se deixei enganar pelos benefícios oferecidos, estes não compensam o sacrifício pedido. Espero a todo o momento livrar me deste pesadelo na minha vida e que mais chefias, mesmo que em anonimato, tenham a coragem de admitirem o que aqui está escrito.

  9. Em Matosinhos na empresa ao lado.
    Leroy Merlin e o mesmo.
    Só as cunhas e amigos e que sobem.
    E tenho provas disso.
    E o nosso Portugal.

  10. Olá;

    Eu trabalho na Ikea há algum tempo e posso dizer que em termos de regalias é fantástica, desde a cantina com baixos preços, fardamento gratuito; festas; prémios e passa mais tempo com o teu bebé, isso não existem dúvidas que as regalias são fantásticas.
    Mas nem tudo é bom e infelizmente existe situações para melhoramento.
    Eu já vivênciei uma situação, ia ter uma avaliação injusta porque a minha responsável dizia que era assim, e eu é que era avaliada. Ainda me chegou a dizer para pensar bem na minha situação. Fui falar com Rh não assinei e o que é certo é que a nota foi alterada. Como a minha situação existem muitas. A mim já me ligaram na folga para vir trabalhar e alteraram horários, não me fez diferença, mas não é o mais profissional. Sei de situações que colegas são familiares, amigos e têm relacionamentos e vêm para a empresa a ganhar mais que os outros que estão há mais tempo e rapidamente sobem de posição. Cada um fala por si e não devemos ser cépticos e dizer que tudo é perfeito porque não é.

  11. Quanto ao Sr. João Pedro decerto é um dos Responsáveis e por isso diz que tudo é perfeito.
    Existem muitas coisas boas na empresa mas infelizmente muitos dos responsáveis não têm perfil para desempenhar as funções e criam situações desagradáveis.

  12. Fui colaborador desde a abertura da loja de alfragide em part time,e de inicio as secções funcionavam porque as chefias eram estrangeiras depois começaram a entrar alguns elementos da sonae e só vieram estragar o bom ambiente de trabalho ai existente.o IKEA foi bom de inicio agora é o que se vê e ouve-se pelas poucas pessoas que ainda lá continuou desde o inicio,é triste mas é a realidade.

  13. Já lá trabalhei, não vou mentir adorei fazer parte da equipa Ikea, no entanto não posso deixar de concordar com a maiorida das coisas sitadas no texto. A verdade é que o bom de trabalhar nesta empresa é o ambiente que os próprios colaboradores criam, um ambiente familiar, mas a realidade é que para os superiores não passamos de “carne para canhão”e as cunhas e as amizades são bastante visíveis no que toca a regalias e ocupação de bons cargos, ou pelo menos cargos melhores. Mas esta realidade é a realidade de muitas outras empresas também, de qualquer das formas eu senti na pele um pouco desta realidade, na minha passagem pela Ikea.

  14. Como ex colaboradora do Ikea Alfragide concordo com tudo o que foi escrito. Desde que o diretor David Teixeira foi para aquela loja tudo piorou,sinceramente não sei o que é que ele foi para ali fazer. E muita m**** assisti eu naquela loja em termos de chefias,algins colegas,… Hoje agradeço a mim mesma já não trabalhar mais para essa empresa!!!

  15. Como ex colaboradora do Ikea Alfragide concordo com tudo o que foi escrito. Desde que o diretor David Teixeira foi para aquela loja tudo piorou,sinceramente não sei o que é que ele foi para ali fazer. E muita m**** assisti eu naquela loja em termos de chefias,alguns colegas,… Hoje agradeço a mim mesma já não trabalhar mais para essa empresa!!!

  16. Ja trabalhei na caixas do IKEA de Alfragide e entretanto engravidei, nao me deixavam ir mais do que uma vez ao wc e tinha de ir sempre para as caixas com mais afluencia e depois nao renovaram contrato, dizendo que nao havia trabalho, mas a seguir meteram mais pessoal. A chefia das caixas era horrivel, quem passava a front eram so os mais amigos dos chefes e mais o tempo que passavam na conversa e na risada do que a trabalhar. Na loja estava sempre muito calor. Noutras secçoes tambem sei de situaçoes em que têm uma pessoa por turno. Uma chefe minha de secçao na altura tambem engravidou e quando voltou da licença ja nao era chefe. Tambem fui coagida a assinar um acordo de rescisao, pois nao enviaram a carta com a devida antecedencia.

  17. O que o texto diz é tudo verdade, para quem trabalhou alguns anos foi demais! A ser pressionada psicologicamente! Nunca imaginei que uma empresa daquelas seria assim mas só os amiguinhos é que ganham e por muito que trabalhes não dão valor !

  18. Concordo com o Tiago…apesar de não o conhecer,s ou ex colaboradora do restaurante e é bem verdade, esse trio de meninas dos RH era mandalas embora são umas cobras….a secção IF do IKEA Matosinhos é muito mal gerido por pessoas que não percebem nada daquilo, exigem muito dos colaboradores fazem daquilo uma ditadura, fazendo ameaças psicológicas…muita injustiça no IKEA matosinhos… não aconselho trabalharem no IF…a comida é uma vergonha feitas com temperaturas erradas muitas vezes estragadas e esquecidas na arca ” andadas aos pontapés” peço que ponham os olhos nisto….

  19. Nuno, Miguel e Luís (chefes If matosinhos) deviam ser despedidos…broncos, sem caráter, ditadores e mais nao digo fica para a proxima

  20. Olá, eu entrei antes da abertura, tive 4 anos e meio confirmo essas subidas sem vagas internas, familiares sem habilitações, essas mesmo habilitações que eram impostas aos colaboradores que se queriam candidatar aos cargos chefia. Uma funcionaria comin que passou a tradutora por exemplo, deduzo que tenha os dois diplomas…

  21. Bom dia,
    ex-colaboradora Ikea ,colaborei com a empresa 8anos,e sai da mesma forma que muitos desritos aqui. A chegada da empresa Ikea em Portugal manteve-se durante alguns anos em Alfragide. Existia um super poder nos R.H. que se manteve durante anoa,e ainda existe. Programas de formacao para tods os colaboradores,onde as mais notaveis,formacao de formadores dirigem-se apenas a quem r.h.entende-se dar. nem eu con 1 ano de casa a altura ja colabodores nem arriscavam inscrever para nao o rotulo de atrevimento desmedido. Sim,e verdade,sobe de cargo o amigo do chefe,amigo r.h. vagas internas ocupadas por novos colaboradores…numa loja inteira,nao existe alguem com o entendimento, e o pior conhecimento ikea como aquele q nunca la trabalhou. condicoes temos,a ikea mae assim o define. amizades escolhidas na chefia, desde sempre. subidas ou mesmo convites para subir de cargo. cheguei ouvir conversa de varanda, (quem la trab. sabe onde e) a referir que subiram de cargo durante as ferias,sem saber e sem ter concorrido! Escandaloso. a determinada altura todos ikea alfragide tem familiar na ikea alfragide. temos o gosto de trabalhar com os nossos colegas, q desde smp temos boa relacao, mas dps temos o vizinho,o primo,colega de escola, conjuge, ate eu mesma ja fiz o pedido e e cumprido. a situacao de chefes de dep. e as confusoes logistica serv. apoio clientes,ikea food, desde sempre existiram. colaboradores ikea efectivos a desaparecer…o que azos para maior precariedade no trabalho de novos colaboradores. Empresa de transportes, nem se fala. Quebras de mercadoria… O que dizer. Ficamos, como eu também ficava indignada mas calada senão perdemos emprego, pior, respeito. E assédio moral para despedimentos, quantos não saíram de mãos abanar… E uns trabalham outros conversam corredores, cantina, mesmo em loja ao telefone entre colegas. A ikea teve dias melhores, não pode haver director de loja português, porque como de conhecimento geral, a ikea Portugal segue os ditames ikea quando o director é sueco, e faz cumprir valores ikea, penso que já nem exista esse conceito em colaboradores. Não conheço este diretor referido, pois sai da empresa à 2 anos, mas não é nada que seja total desconhecido. E os colegas que partilham este post é porque sabem que tudo isto é verdade.

  22. Tive como chefe de seccao e sai, A IKEA é boa para trabalhar como part time e pouco mais. Salários baixos e muita exigência horária , a sensação é de que temos mais trabalho para fazer do que dois de nós conseguiria.

    Sai e vim para o leroy estou bem mais satisfeito, ao menos tenho equipa decente para o que me pedem para fazer

  23. Acho que a maioria dos que estão aqui a expor nomes são pessoas com problemas e que eram colaboradores problemáticos. Nunca trabalhei na IKEA mas tenho muitos colegas que vieram de lá e não dizem nada disso. O que referem é que é uma empresa muito boa no tratamento dos colaboradores todos gostavam de ficar efectivos. Conheço uma pessoa que trabalhava nos designers e tinha uma vida que eu invejava, nunca sequer imaginei que alguem a trabalhar no comercio pudesse ter uma vida daquelas

  24. Eumesma

    O comentário da sra euzinha é de facto muito estranho. Os relatos descritos não são para os clientes deixarem de ir às compras, isto não têm a ver com clientes mas situações que se passam com os colaboradores. Situações essas que não deviam de existir, sendo a IKEA a empresa fantástica que está sempre a pensar no que pode melhorar para clientes e colaboradores. O problema não é a empresa mas quem a chefia , acham que são os donos da IKEA mas não são!!
    Aqui vai um incentivo “O Povo Unido Jamais Será Vencido”, “A União Faz A Força “

  25. Pois, é verdade tenho curso de restauração colectiva, experiência no atendimento ao cliente,também na cozinha já me candidatei várias vezes para ikea e resposta é sempre a mesma não tenho perfil só se entra com cunhas.

  26. Se soubessem o que entao se passa na conforama da amadora e de rio de mouro entao ai ficariam muito impressionados.
    Estive la um ano na amadora ao qual nao me renovaram para o 3 contrato devido a uma (preciosidade chamada Nuno Guerreiro) ter feito a cabeça a minha estupida chefe Cristina Edmundo que por ela fazia de tudo o que me pedia nao sei o que se passou ao fim de 9 meses ter começado a preferir este Nuno a mim.
    Depois de fazer mes a mes horas e horas fins de semana sozinho com preços de custo devido a todos eles estarem de folga nao sei porque, aqui o escravo era armazenista repositor vendedor alias era polivalente e ao fim do segundo contrato despacharam me e ainda estive 2 meses a espera de receber o meu e a carta para o fundo de desemprego e alem de ter sido insultado pela propria chefe a tal CRISTINA que pensa que se e uma joia de pessoa e no entanto so faz carreira a deitar tudo e todos abaixo.

  27. O Ikea Matosinhos e uma podridão total começando nas instalações, passando por variado staff RH podres cobras cuspideiras, responsáveis de seguranças não percebem nada de nada do que andam ali a fazer, chefias da manutenção incompetentes da pior espécie e julgam-se engenheiros mas no fundo são uns burros da pior espécie e vieram corridos da exponor por serem bons rapazes, sinceramente nojentos básicos e o que eles são, tratam tudo e todos abaixo de lixo. Foi o pior emprego que tive até hoje Ikea bonito e só a exposição de resto e um degredo e enganar clientes a força toda. Se fosse lá uma auditoria de segurança e inspecção ASAE tavam lixados so digo isto.

  28. Confirmo as publicações atráz descritas também já vividas por mim, várias vezes me pediram no próprio dia para trocar de folga e fazer mais horas depois compensavam e já cheguei a ficar mais de cinco horas seguidas sem pausa, por falta de colegas ou por esquecimento de quem fez o plano, como não tinha substituto no momento diziam-me que não podia abandonar a secção ?!
    È também verdade que só passam uns de 4 horas para Full-Time porque são os conhecidos /amigos e não pelo bom trabalho que se faz na empresa pois as pessoas escolhidas nem sempre cumprem com os objectivos propostos pela empresa,o que deixa transparecer que a empresa neste momento por decisão de chefias se move por interesses e não por profissionalismo.
    Já soube de pedirem a colegas para alterar picagens e assinarem folhas para provar alteração de horário o que acho ser ilegal ao código de trabalho.

    De facto estou plenamente de acordo com um colega que diz que no inicio quando as chefias eram estrangeiras as coisas eram bem diferentes nos méritos atribuídos e assim que começaram as chefias portuguesas a decidir começou o factor “c” – as cunhas.

    Este é um dos principais problemas deste país senão o “cancro deste País” as cadeiras para os amigos, que com o tempo vão dar cabo da empresa que até é bastante boa em outras coisas.

  29. Fui colaborador do IKEA alfragide durante 11 e posso vos dizer que os primeiro 4/5 anos esta empresa era uma família , que só quem passou por lá consegue sentir o que digo
    Desde que ‘ os portuguêses’ começaram a dominar a loja de alfragide e novas lojas abriram tudo mudou .
    Tudo aqui descrito neste artigo é verifico e posso dizer que os poucos benefícios e regalias que temos existem devido à empresa IKEA e não as lojas IKEA Portugal .
    São dominadas pelos amigos e familiares e tudo não passa de uma autêntica hipocrisia !
    Aliás cada vez tudo é mais as claras…
    Na altura em que sai havia um chefe de vendas showroom João Rocha um homem super inseguro que se impunha através da expressão física e voz alta, um chefe de market Francisco demasiado desiquilibrado e sem postura nenhuma que apenas se preocupa em conquistar as meninas bonitas da loja…. Colaboradores com as mesmas funções a receber quase o dobro do estipulado para um full time, enfim eu acredito que a impresa IKEA seja formidável como já foi em Portugal nos primeiros anos mas nos últimos que lá tive estes líderes portugueses conseguiram destruir tud.. Se existe bom ambiente é porque é feito pelos colaboradores e não pela direcção e se gostei de lá trabalhar foi por essas amizades e espírito de ajuda hoje estou em Loures e posso vos dizer que é exactamente a mesma coisa …enfim Igvar não cultivou nada disto

    1. Depois de 11 anos de trabalho na enpresa, é demasiado claro e evidente que foram 11 anos a ver passar navios…enfim. Mais uma história como tantas outras, sem fundamento e onde se vêm refletidas frustrações pessoais.
      Nunca, na historia da empresa em Portugal foi feita tanta coisa em termos de benificios e desenvolvimento de pessoas como o que tem sido feito nos ultimos 2 a 3 anos. Naturalmente que quem mais cresce e se desenvolve são as pessoas que mais se esforçam e mais trabalham. Lamento que não seja o seu caso, mas é a vida. Não tenho dúvidas que se começar a trabalhar (mas a serio) começa a sentir-se muito melhor e mais recompensado.
      Não existem preferencias, ligações amigaveis ou pessoais que sejam fatores de evolução na loja de Alfragide e tenho muitas dúvidas que se processe de forma diferente nas outras lojas.
      Em relação às pessoas que menciona em cima, está longe de ser verdade o que diz. Eu diria que escrever uma coisa destas aqui com o nome “colaborador 11 anos” tem muito pouco de pessoa segura…alias, diz muito da pessoa que está por tras desse post…
      Felicidades!

      1. Sr Rui é óbvio que a sua resposta ao colaborador anterior só denuncia que deve ser dos tais que tem beneficiado com o sistema pois aqueles que trabalham muito no IKEA não se dão ao trabalho de colocar aqui respostas no “post” porque se trabalham muito, basta isso na sua consciência de trabalhador, não precisam de provar aqui nada,ao contrario de si que ao fazê-lo tocou na sua consciência o ou os benefícios que já deve ter usufruído das queixas aqui reveladas por anteriores “Post”.
        Vai-me querer dizer que cerca de 40 comentários estão errados e só você é que está certo e é o detentor da Razão, pois o que depreendo das suas palavras é pura Manipulação de quem necessita esconder benefícios do sistema em que foi inserido não por mérito mas por “cunha”.
        O que você quis fazer no seu comentário foi inverter a ordem de ideias e manipulá-las, mas toda agente já percebeu que quem muito trabalha não sobe na carreira há até um comentário anterior que diz ter provas ou já se esqueceu do que leu ? e existem muitas mas mesmo já muitas entradas dentro do IKEA de subidas relâmpago, pessoas que vêem de fora e entram logo para colocações de chefia e com salários superiores aos que já lá estão nos mesmos lugares !? é evidente que exemplos destes vão no futuro desmotivar aqueles que gostam de trabalhar dar tudo por uma carreira no IKEA porque vendo exemplos destes de subida vão acabar até por estragar funcionários que poderiam ser grandes potenciais e não o serão por haver tais “cunhas”,”namoricos” internos,”primos”,”amigos de outras empresas” etc….esta é a doença das nossas empresas quando caiem nas mãos dos portugueses se assim não fosse porque existe um fosso tão grande entre empresas portuguesas e as empresas dos países Nórdicas? simplesmente porque lá quase não existe “cunha”.Tenho dito !

    2. Boa tarde

      li e reli e revejo-me em alguns comentários dos post inicial e revejo-me muito neste comentário, podem ficar chateados os que ainda la estão e alguns ate estão ao colo mas sim existe muita razão para apontar baterias as péssimas chefias e ao diretor de loja em especial Alfragide

  30. Raquel Pinto, também trabalhei no Ikea de Alfragide na área do Serviço de Apoio a cliente e em termo de chefias era pavoroso, muitas delas não tinham princípios, postura e soube até que uns tinham relacionamentos com colaboradores. Relações de promiscuidade entre chefias/chefias e chefias e colaboradores em detrimento da possibilidade de subida pelo mérito.
    Tudo o que tem sido escrito seja em que loja for é uma Verdade.
    As chefias tinham uma linguagem muitas vezes pouco adequada e uma forma de falar agressiva, mostrando-se pouco profissionais e onde não cumpriam o código da conduta que a Empresa exigia. Obviamente que diziam que era mentira e a Responsável de Departamento que não acompanha os colaboradores defendia as chefias e sub- chefias mostrando que não ter uma atitude exemplar nem capacidade para ocupar o cargo que tinha. A chefe de Departamento nunca quis ouvir e reagia mal se alguém tentasse falar abertamente sobre as coisas,as situações era desmentidas.
    Era maquiavélico muitas das coisas que se passavam e eram perpetuadas pelo diretor, pelos Recursos Humanos onde o Diretor de Recursos Humanos permitia favorecimentos como subidas hierárquicas duvidosas; situações de Assédio; aumentos de salários pouco transparentes; entre outras coisas. Várias pessoas falaram sobre as más práticas que este Diretor de Recursos Humanos teve mas tudo foi abafado.
    Enquanto estive lá a trabalhar, muitas pessoas não estavam contentes mas os chefes e sub– chefes/as atribuíam o problema às pessoas que não eram boas e que estavam erradas.
    Quanto às preferências no trabalho eram evidentes o grupo de amigos e familiares de chefias que apenas davam possibilidades a quem gostavam. As tarefas eram só para alguns, até havia chefias a aconselhar algumas das pessoas de que gostavam para outros cargos e participarem em tarefas na empresa para estes favoritos ganharem visibilidade.
    Chegavam sim, pessoas a passar definitivamente para mais horas sem aberturas de vagas e critérios definidos.
    Os chefes e sub– chefes/as definem pelas amizades; cunhas e pelos que são os lambe botas.
    Um dos exemplos foi o dos Fronts.
    Vergonhosos passaram pessoas sem capacidade mas como eram amigos do chefe passaram para mais horas. Aliás um dos fronts não era bem visto e algumas pessoas não apoiaram a decisão mas nada disso era tido em conta. Mais exemplos existem de más práticas.
    Existiam bons profissionais mas no Ikea já não é isso que é valorizado, as pessoas que contrariaram alguma coisa foram postas á margem a fim de estes agressores conseguirem que as pessoas desistam, onde estas chefias se socorrem de todos os malabarismos para o conseguirem.
    Eu tive sorte porque consegui um trabalho onde sou bem pago, ao contrário do que acontece no Ikea e sou valorizado, mas não posso deixar o relato daquilo que assisti. Boas coisas existem na Ikea mas os maus chefes é que são os causadores de muitas más coisas.

  31. Durante muitos anos a IKEA funcionou com base nos seus valores, mas desde há uns anos para cá que a unica coisa que vale é vender.

    Assim em alfragide recrutaram mercenários sem escrupulos que acham que a loja é o seu harém. Os chefes de departamento de vendas francisco e rocha são dois individuos normais na worten mas nunca imaginaveis há 8 anos atrás numa ikea.

    Ouço nos corredores as pessoas dizerem que é temporario que estamos a passar uma fase mas a verdade é que veio para ficar, temos um director de RH do país que nunca vi e que em ve de nos defender colaboradores correm os boatos que anda a meter pessoas que gosta em cargos chave tal como em loures e braga la nos rh que meteu as directoras e ninguem sabe como nem ao certo quem eram, temos uma directora de logistica na loja que tem mais mau feitio do que 4 cobras juntas e ate ha gente que se despediu por causa dela mas nada acontece, tivemos um colega que se despediu devido a essaa situacoes e depois alguem inteligente percebeu e voltaram a contratar para o SO porque perceberam o erro mas tudo abafado. O nosso IKEA Food é gerido por dois individuos que nunca na vida se deveriam ter esta responsabilidade, nota se que nao sabem lidar com pessoaa só sabem ver objectivos e vendas à frente, a todo o custo. Em vendas arriscam mais a contratar se fora do que em promover de dentro.

    Eu às vezes penso que esta empresa mais um par de anos e fica igualzinha a tudo o resto que por ai anda. Entre na IKEA como part time fds subi a pulso mas hoje ja nao acredito em nada do que acreditava ha uns anos, está tudo viciado,

    IKEA hoje em dia é bom porque os colaboradores unem-se porque para fazer carreira já não dá, nem temos tempo para nos desenvolvermos quanto mais às nossas equipas, os nossos chefes não querem saber, RH não quer saber, ninguém quer saber, é só mais coisas no calendário comercial, mais formações e mais vitalidade mas as horas aao as mesmas. Às vezes tenho semanas que não vejo os meus filhos acordados, nem me apetece ir trabalhar.

    Enfim talvez a IKEA não seja pior do que o resto mas como temos as expectativas sempre bem altas desiludimo-nos bastante mais.

    1. È bem verdade colega Luis o que em cima escreveu e ainda vou mais longe ao dizer que muitos que estão lá à pouco tempo tiveram grandes aumentos sem o merecerem e dentro das mesmas funções que outros estão lá á muito mais tempo.Já para não falar das notas máximas de avaliação dadas sem se ver esses colegas fazerem mais que o normal que qualquer outro colega.
      A consequência destes aumentos ficamos bem a saber que são por relacionamentos com Chefes/Chefas bem mais do que simples amizades pois no dia -a -dia da empresa essas relações são notórias porque os restantes colegas se apercebem da imagem que dão dentro do mundo laboral da IKEA.
      Infelizmente é o rumo que esta empresa leva.

  32. Adoro esta empresa e trabalho aqui já há quase 5 anos, ja dei muito a esta casa mas nao vejo futuro. Falamos muito em nos desenvolver e isto e aquilo mas ninguem percebe que somos muitos para os numeros mas poucos para alguem fazer um trabalho decente conoaco, eu gostava de sair de food w experimentar vendas mas como? Nao perxebo nada de vendas na ikea e nao consigo ir a formacoes pq as linhas estao sempre a arder, falo com os meus chefes e eles esforcam se mas nao ha milagres. Bem ao menos temos boas regalias a cantina o medico e o ambiente alem do salario semprecertinho. Gostava de crescer na IKEA fui ao talent meeting e falei com directores mas eles nao sabem bem a realidade, acham que nos nao nos esforcamos o suficiente mas isso em portugal significa deixar de ter vida pessoal e eu gosto mto do meu marido e filhos para isso.

    Em portugal quem nao quer lamber botas ou ser escravo está condenada a trabalhar 8h por 600 euros

  33. Este testemunho é uma realidade , dizem somos uma família mentira ,somos todos iguais mentira aqui valorizamos os colaboradores,existe a possibilidade de crescer dentro da empresa (só para alguns) exemplos andou enrolado com alguma chefia(é comum o ambiente também é propício a isso são feitas festas regadas a álcool ) é amigo ,primo conhecido etc.
    Depois vieram ah e tal código de conduta o que diz não poder haver envolvimento entre colaboradores tanga um 50% são casais , claro escalões diferentes conclusão (ex: colaboradores casadas com chefes passam informação confidencial chama se a isso tráfico de influências)na verdade esse código saiu na altura e fizeram questão de passarem a todos os colaboradores o mesmo até dizia que poderia haver casais mas em lojas diferentes mas que os mesmos não podiam trocar informações,na realidade o que ficou desse código foi condicionar o desconto de colaborador de 15% em artigos comprados na loja até 2.000€anuais mais que isso tem que se pedir uma autorização .Qualquer situação contra a política da empresa tentam logo abafar tenho a certeza que este testemunho já deu muito que falar nas lojas e já reuniram as tropas (chefias)para evitar falar disto ou caso perguntem dizem não está tudo bem.Isso também é pratica e claro muito deles mesmo não concordando têm que dizer que sim .São abertas vagas muita gente se candidata em primeiro fazem uma dinâmica de grupo , entrevista individual depois a pessoa escolhida para essa vaga nem sequer esteve presente nesse processo , pior ainda nem existe a posterior um feedback para quem esteve nesse processo e não foi selecionado.Também nesta empresa (Ikea)ao longo do ano vão lançando programas para encontrarem dentro da empresa pessoas com capacidade de serem chefes montes de candidatos a pessoas acreditam naquilo fazem provas e mais testes e entrevistas grande parte não passa mas nao dizem a verdade a essas pessoas para que continuem acreditar que é possível .Outra das praticas é a mudança constante de chefes de departamento ou coordenadores nacionais com isto o que acontece o que hoje era assim para aquele amanha já não é porque agora eu gosto mais assim é um jogo muito bem jogado onde basta mudar algumas peças fundamentais e tudo muda.Depois vêm falar em benefícios sim existem não vou ser hipócrita ,mas e a discrepância que existe entre salários que vergonha é enorme .Podia dizer muito mais mas fica uma ponta deste iceberg de injustiça digo injustiça porque eles tentam vender o contrário.Uma coisa eu tenho que lhes dar os parabéns têm uma estratégia muito bem montada.
    Nota: Um ultimo apontamento fala se muito ou falou se muito em abertura e programas de abertura e formações de abertura ai daquele que se abra muito e que vá contra aquilo que são os ideais deles é logo encostado pró lado.

  34. Trabalhei no Ikea – Alfragide e o grande problema está no director e nas pessoas que trabalham nos recurso humanos.
    Enquanto la trabalhei raramente via as minhas chefias, ora estavam sempre ausentes na loja ora eram invisíveis quando la estavam sempre que precisávamos deles.
    Entre colegas questionava-mos a progressão de carreira de um ou de outra chefia e concluía-mos sempre que de todo o trajecto ate chegarem as funções que agora desempenham nada tinha a ver com mérito ou exemplo do trabalho que executaram mas sim baseado nos favoritos ou amigos.
    Varias pessoas se queixaram que os valores da empresa eram postos em causa por estas mas chefias, seus exemplos e sua “subida meteórica” de carreira.
    Muitos com tão pouco tempo de casa sem conhecer todos os cantos a casa e já com cargos para delegarem funções ou resolverem problemas dos clientes ?!?!
    Deu que pensar ?!

  35. Trabalhei no Ikea durante 5 anos.
    No início sentia que fazia parte duma família.
    Família essa que deixou de existir e virou um covil de cobras.
    Trabalhar no ikea tornou se o inferno.
    A pressão que era submetida todos os dias.
    Até que me foi proposto um acordo.
    2 dos meus ex chefes mais a chefe do market all na altura, que também foi convidada a sair, pagou pelo que fez, puseram me numa sala sozinha só com uma luz de presença, entraram e começaram a fazer violência psicológica.
    Chamaram me nomes, disseram que se fosse fazer queixa ao sindicato, visto que era sindicalizada, eles negavam e seria palavra contra palavra.
    Cedi e aceitei o acordo pois a minha sanidade mental não tem valor.
    Como eu foram pelo menos uns 20, com indemnizações. Os que não aceitaram…. Ai os que não aceitaram….
    Agora gostava de saber quem vai negar e dizer que não passo duma mentirosa.
    Podem negar, porém, sabem que é a mais dura e infeliz verdade.
    A empresa não é horrível, mas desde que começou a ser gerida por portugueses que passou a ser horrível lá trabalhar.

  36. Trabalhei na Ikea em Alfragide mas nas outras lojas o mesmo se sucede, são várias as pessoas que estão contra situações que se passa.
    O código de ética /conduta que estabelece os princípios e valores em matéria profissional que deve ser reconhecido e praticado por todos, não acontece por parte de quem está no topo da pirâmide não é praticado.
    Várias queixas na altura que estive lá aconteceram e o responsável de RH permitia assim como as raparigas que trabalhavam nos RH, uma delas compactuava com situações incorrectas.
    Recrutamento e selecção deviam ser feito pelo bom trabalho das pessoas, pela transparência e igualdade de oportunidades, mas não era assim, as vagas abriam mas já se sabia quem ficava.
    Certos comportamentos dos Managers, de algumas chefias e sub chefes/as era inaceitável, quando alguém questionava era logo tido de lado, só as amizades, relacionamentos prevaleciam e eram muitos.
    Assisti a não tratarem as pessoas com respeito e existia algumas formas de falar em tom ameaçador e com intimidação, se alguém estiver em desacordo já sabia.
    Havia um ambiente de tensão em que nada era explicado e tudo era negado.
    Depois havia os que faziam parte dos grupinhos e defendiam sempre o que estava incorrecto.
    As bandas salariais eram diferentes e os critérios não era explicados.
    Chegávamos a pedir no próprio dia para fazerem mais horas que depois compensava-mos a pedir trocas em cima da hora, nós chefias chegávamos a não fazer uma hora de pausa e a fazer fechos e aberturas, mas depois preenchíamos os papéis justificativos e tudo ficava dentro da legalidade.
    Como falei algumas coisas, sim foi verdade, fecharam-me numa sala e propuseram um acordo.

    Consegui um trabalho melhor onde pelo menos não impera a manipulação e mentiras.

  37. Soube à poucos dias desta Página e não pode deixar de escrever aqui a minha indignação pelo que vi também dentro do IKEA de Alfragide pois este desabafo não é por vingança moral ou outra coisa que possam pensar mas sim um desabafo de querer que o futuro melhore para o bem de todos nós e nossas futuras gerações.
    Fui caixa durante um ano laborei todos os dias honrando, o contrato de trabalho até não me poderem colocar a efectivo por esgotar o tempo de contratos por lei.
    O que me fica na memória e me deixou frustrado psicologicamente foi de facto a experiência de ter de fazer todos os contratos sempre que a empresa pode fazê-lo e por fim encarar a não aceitação de efectividade na empresa pois se servi para todos os contratos porque depois já não era bom para passar a efectivo??? e o mais difícil de aceitar emocionalmente é o facto de ter sabido e observado de CHEFES de CAIXAS estarem a beneficiar trabalhadores pelas amizades que tinham com esses Funcionários/Funcionárias pois esses supostos “protegidos”,que na minha opinião não eram inferiores a outro colega mas também não lhes via mais valias para terem em tão pouco tempo de contrato entrado em efectivos ou mesmo directamente em efectivos sem passar pela fase experimental de contratos !?
    Quando soube da minha não efectividade na empresa fui falar com direcção sobre este tema e com os recursos humanos e o que senti foi uma reacção intimidativo da direcção e uma postura de compactuar por parte dos recursos humanos.
    Desculpem o desabafo mas espero algo melhor para as novas gerações pois sou pai e sei o que é ver um futuro como é agora este presente !!!
    Espero mudanças nas empresas neste pais e nesta filosofia de empregabilidade……
    Um bem haja a todos………

  38. Bem, depois de ir a uma entrevista há uns dias no IKEA Alfragide, concluo que não me chamarão, pois não tive a entrevista através de cunhas, e mesmo que me chamassem, acho que fiquei bastante intimidada com a prospecção de trabalhar num sitio com esta fama… Uma pena. Tinha esta empresa em muito boa conta. Como se costuma dizer: “Não há mal que sempre dure, nem bem que nunca se acabe… “

  39. Trabalhei no Ikea e este testemunho não podia relatar melhor o que se passa nas Lojas da Ikea.

    Os que mandam não respeitam as pessoas e pensam que podem tudo.
    Os seus seguidores defendem estas atrocidades dizendo que nada se passa na Ikea, que tudo é mentira.

    Vários nomes podia colocar aqui de Managers, Chefe/a de Departamento, chefes e sub chefes mas eles sabem quem são e o que fazem.

    Eu cheguei a presenciar uma colega a falar com os RH de Alfragide e a contar o modo como a chefa lhe falou e a chorar e depois da rapariga contar o sucedido, a de RH foi logo falar com o Director mas em forma de critica e que tinham de fazer alguma coisa, do género para abafar.

    Era só jogos de manipulação e mentiras, relacionamentos, faltas de respeitos e eles negavam tudo.

  40. A Ikea está a ser gerida por pessoas que não cumprem os valores do seu fundador e que são exigidos na empresa. Na empresa só se assiste a relacionamentos entre chefes e chefes; chefes e colaboradores, preferências, etc é uma vergonha.

    Claro que dizem que nada disto se passa

  41. VERGONHOSO o que continua a acontecer em Ikea Alfragide. Agora oprimem e afastam os chefes que são um imparciais e que nos respeitam e queaida nos fazem acreditar na empresa para dar lugar a novos intriguistas e falsos? Estes diretores Franceses são vergonhosos. Isto é a prova que não querem pessoas com valores ikeia. É tudo um treta. E a Diretora do País deixa fazer tudo! Como é possível? Pelos vistos OS PORTUGUESES PARA ELA SÃO LIXO. Isto está mesmo mau para ikea Portugal . Se fazem isto aos chefes imaginamos o que ainda vão fazer aos colaboradores. CORREIO DA MANHÃ, INSPEÇÃO DO TRABALHO E SINDICATOS. Venham ver isto. Falem com os colaboradores e com os chefes do dos departamentos antigos. Falem o o antigo chefe do recursos humanos que foi afastado para entrar esta chefe novinha que vão limpar todos os que são mais antigos. VERGONHA.
    Até as nossas colegas que estão nos recusos humanos estão com medo.

    1. As lojas na Ikea de Portugal estão a ser geridas por incompetentes que não se preocupam com as pessoas.
      Mas mais tarde ou mais cedo, acabará por sair uma noticias e as entidades competente têm mesmo que actuar.
      Enquanto trabalhei na Ikea nas vendas em Alfragide, várias pessoas se queixavam mas os ineficientes Diretor, managers, chefes de Departamento, chefes e sub chefes encobriam tudo. Perseguiam mesmo as pessoas. Quando alguma coisa não corria bem andavam a questionar os colaboradores de forma intimidativa. Havia os protegidos aqueles que para subirem estavam dispostos a tudo, mesmo a tudo e que diziam que o problema era das pessoas. As vagas muitas não abriam e passavam os queridos/as e davam-lhes boas notas e aumentos. Era uma verdadeira desonestidade, onde os Recursos Humanos compactuavam com estas situações. Vários relacionamentos que era contra o código de conduta. Mas não era só em vendas os problemas, tinha várias amigas de caixas que diziam que aquilo estava pior e os chefes eram maus exemplos, davam notas boas só a alguns.Em Sac era o mesmo o chefe de lá, dava preferências a alguns e adorava as meninas. Era mesmo contra os valores da Ikea. E foram vários a falar com os chefes mas eles negavam tudo. Espero que finalmente estas pessoas possam ser responsabilizadas por tudo.

  42. Trabalhei na Ikea de Alfragide na Logistica, mas os problemas não só só em Alfragide são também nas outras.

    Felicito os meus ex colegas por relatarem tão bem o que realmente se passa que é uma humilhação e contra tudo o que a Ikea Defende.
    Na logistica os chefes também eram do pior e incompetente mas depois eram defendidos pelos director e pelos manageres, encobriam-se uns aos outros das porcarias que faziam.
    Alguns colegas era benecifiados em tudo porque eram uns lambe botas e dormiam com chefias, de condenar. Pelo menos dois deles eram protegidos pelo mau gestor João Rocha, pela chefa Sónia Camacho, José Esperança, Pedro Cano e Jonny familiar do Director frances.

    Estes colegas faziam-se de bonzinhos, de profissionais mas muitos colegas na loja queixavam-se deles da sua má atitude, mas como eles manipulavam as situações nadas lhes acontecia. Eram uns Chibos e só davam ordens a pensar que eles é que eram os bons. Um deles um porco, andou com várias raparigas desde chefias, enfermeiras, segurança, etc etc mas depois davam-lhes notas de 4. Não sei com que critérios, possivelmente nas avaliações era avaliada as suas más condutas. Além disse deram a estas pessoas aumentos significativos e aos outros não. A Ikea é transparente? A Ikea é verdadeira. Afinal se quiserem subir na Ikea basta dormir com alguns e defender imoralidades. Vão negar tudo? Isso já sabemos mas pelos visto o cerco para vocês está a ficar apertado pois a verdade está a ver vista por muitos e as vossas mentiras vão cair.

    1. Olá a todos,já trabalhei na logística não estou a dizer que já não trabalho na IKEA nem estou a dizer que poderei trabalhar neste momento noutro departamento mas o que é certo é que de facto é bem verdade o que se acaba de relatar no anterior testemunho , pois também trabalhei na logística e entre colaboradores bem se fala dos rumores de um Sr Luis de ser metediço e usar até mesmo relações de promiscuidade para tirar partido de colaboradoras,mas o mais absurdo é o facto de se saber destas situações nas logística de se falarem á mesa entre colegas de tais coisas, ainda se vem a saber que pessoas como o Sr Luis tiram excelentes notas de avaliação quando dentro do grupo são vistos de mau exemplo, como é possível a empresa IKEA deixar tais promiscuidades acontecerem dentro da empresa.
      Pessoas como o Sr Luis a receberem aumentos e serem vistas dentro do grupo como pessoas a não seguir de exemplo, por serem conflituosas e de atitudes de arrogância e ainda para mais a tirar excelentes notas em relação a outros colaboradores que dão tudo.
      Por favor é tempo de reflectirem.

  43. Olá só agora descobri esta página!! ainda bem que existe pois muita coisa ficou-me gravada pela má experiência que passei no IKEA,
    Aqui posso desabafar várias verdades onde se destaca um “Polvo” montado pelo Sr Ant. Machado directores e directores de segurança que beneficiam muitos familiares e amigos na colocação de efectivos e para piorar a situação estes através de vários esquemas (video vigilância etc) provocam atrocidades a algumas pessoas incutindo o medo até nos sentirmos mal/observados,Logo abrindo uma vaga lá aparece alguém amigo a preencher.
    Trabalhei em Alfragide onde a chefa de departamento sabe das situações incorrectas mas mesmo assim permite pois algumas pessoas estão também naquela empresa por seu conhecimento.Lá está o “Polvo” a funcionar e encobrindo-se os favores de uns e de outros.
    Quem sofrerá será o futuro da empresa IKEA que levará o rumo de tantas outras empresas a operar em portugal, quando tudo se descobrir já é tarde.
    Não tenho medo de dizer o que foi dito pois basta fazer uma pesquisa exaustiva nas ligações de favorecimento de parentes ou amigos próximos entre as pessoas acima referidas e de imediato se forma uma boa “árvore genealógica” ou melhor uma boa “árvore cunhaneologica”.
    Espero que investiguem.

  44. É bem verdade Maria o que acabou de dizer posso bem comprovar isso e não só ,
    uma das situações que também reparei na loja de Alfragide tem haver com as notas de avaliação dadas pelas chefias dos quais destaco o chefe de apoio ao cliente que deu nota 4 a certas pessoas, notas essas são atribuidas por amizades e não por mérito o que provoca conversas no grupo de trabalho e profundo descontentamento concluindo que as notas mais altas são dadas sempre aos que andam de roda deles e não os que teem bom feedback dos clientes.
    Andam 172 dúzia contente e a maioria do grupo de trabalho sem força anímica para dar o seu melhor á empresa IKEA que tanto merece.
    Chefias assim só provocam ruptura nos grupos e mau ambiente de trabalho, porque não sabem o que é serem isentos nas atribuições das avaliações demonstram falta de postura a chefiar grupos.

  45. De facto o relato feito pelo ex colega e uma realidade vivida dentro da ikea, so nao concordo com o facto da country cristiane saber de coisas feitas por eles. Alias ela a meu ver esta indignada,e com vontade de que a ikea volte a ser o que era. Mas nos colaboradores temos que falar senao nada e feito, as mudancas dependem de nos e parece-me que ela quer saber o que se passa. As preseguicoes dos segurancas sao uma constante desde que entrou para la o novo chefe de seguranca a mando dos carrascos, preseguicao psicologica aos colaboradores a eliminar. O que eu espero e que a cristiane faca alguma coisa , que a ikea volte a ser a melhor empresa para trabalhar e volte a ser a nossa familia. Este e o desejo de todos os colaboradores, que nos voltem a respeitar e a valorizar.

  46. De facto todos os relatos aqui deixados sao verdadeiros, tenho que felicitar todos os colegas e ex colegas que tiveram a coragem de deixar aqui o seu testemunho. A ikea nao era assim, e nao percebo como chegou a isto, digo isto porque nao ha palavras par a descrever neste momento.o diretor david abusou do poder e fez com que os chefes de departamento tambem o fizesem. Colocam os segurancas a prseguirem alguns colaboradores, sim porque o chefe de seguranca julio cesar esta feito com eles, entrvistas de desempenho duvidosas ou seja apenas pedem uma assinatura nao havendo avaliacao. Basta verificar a quantidade de colaboradores com baixa psicologica para perceber que algo nao esta bem. Espero que seja feita justica , que todos os que fizeram mal a tantos colegas e ex colegas um dia venham a ter o reverso.

  47. Trabalho na loja de Loures em Vendas e tudo o que foi escrito é Verdade.
    Pedem constantemente para alterar horários sem a antecedência mínima, trocam folgas, passam os amigos que dizem aos chefes a tudo que sim a mais horas, as vagas muitas vezes não são abertas e o ambiente é de medo. Gosto de trabalhar na Ikea mas assim é difícil, muitas queixas existem mas as chefias escondem a Verdade. Tenho colegas que se queixam de lhes falarem mal, de não valorizarem o seu trabalho e um deles foi proposto para sair, mas ele não aceitou.

  48. Olá.
    Sou colaboradora há 3 meses e, até agora ainda não presenciei nada de mal. Talvez por ainda ser muito verde… Para já :), estou a apreciar, de uma forma geral, o bom ambiente entre colegas. Há dias vi uma oferta interna à qual gostaria de me candidatar para conciliar com a que já desempenho. Depois de ler estes comentários, confesso que fiquei desanimada 🙁
    Boa sorte a todos. Obrigada por partilharem as vossas experiências.

  49. Trabalhei durante 1 anos e uns meses nas caixas e muitas vezes as chefias enviavam mensagem para vira mais cedo; perguntavam no próprio dia se podia fazer adicional. Cheguei muitas vezes a sair fora de horas, porque ninguém vinha me render.
    A empresa é boa mas estas más pessoas vão destruí-la.
    Na altura entrou uma pessoa a 40 horas para apoio de caixas sem vaga abrir porque era amiga da chefa de departamento, outra que defendia os maus costumes. Várias pessoas foram falar e a resposta é que ninguém tinha a ver com as suas escolhas. Muitas pessoas foram a RH falar mas elas ignoraram.
    O Ikea nas caixas está minado e podre a começar pelos chefes.

  50. Trabalho no Ikea de Loures e fico contente pelas pessoas falarem dos graves problemas que existe na IKEA.
    Pessoas que se esforçam não são reconhecidas e vê-se outras pessoas a preencherem vagas com tão pouco tempo de casa e que nos percebe-mos de relações de amizade e mesmo entre casais dentro dos departamentos que influenciam essas escolhas.
    A Srª Christiane Thomas sabe destas situações e nada faz ????? parece que preferem que tudo continue assim para o abismo das já caminhadas empresas portuguesas ao seu bom ritmo de que enquanto dura deixa durar e depois quando o buraco se dá é que se lembram de resolver s situações.
    Chefias,Direcção,Subchefes e recursos humanos são principais responsáveis o estarem de acordo com tais práticas.

  51. Trabalhei em Matosinhos e tive um cargo de chefia e infelizmente é verdade o que tem sido dito.
    Eu era anonimamente sindicalizado e foi o que me valeu, mas a IKEA recusa os sindicatos e comissões porque tem medo que se muitas coisas sejam expostas. Muitas pessoas faziam partes dos sindicatos e já tinham apresentado queixas no ACT.
    Enquanto lá estive faziam várias perseguições a algumas pessoas, pressões e no final acordos.
    Os Recursos Humanos em vez de não permitir apoiavam.
    Subidas de cargos injustas e aumentos para alguns.
    Estas más gestões estão a matar a marca Ikea.

  52. A sra Christiane Thomas sabe bem que muitas coisas estão mal. E deve existir algum interesse pois nada é feito. Pode averiguar tudo o que é relatado.
    Os problemas estão no topo e nas constantes entradas de amigos e subidas de alguns por interesses.

    Algumas pessoas já lhe relataram algumas situações nas lojas.

  53. Trabalhei algum tempo em Alfragide nas Entregas e o núcleo de amizades e interesses entre chefias do departamento ao atribuir privilégios era notório para alguns e prejudicial para muitos.
    Desde SAC,Entregas;Caixas e Smoland muitos estavam descontentes e abordavam o chefe/a e estes apenas ignoravam.
    Saí do IKEA e comparativamente com actuais chefias que tenho noutra empresa que trabalho os chefes/as e sub-chefes/as não são exemplo para ninguém comparativamente com os meus actuais superiores.

  54. Trabalhei durante algum tempo nas devoluções de Alfragide e aquilo era uma verdadeira podridão. A Chefa de Departamento permiti a politica contra os Valores da Ikea, fingia que tudo estava bem.
    O Chefe Diogo era um miúdo mimado que gostava das miúdas novinhas e as subidas e aumentos de cargas horárias e avaliações eram pelas amizades. Foram vários os que se queixavam. Depois no Departamento encobriam as coisas também em caixas as pessoas se queixavam era injustos e maus chefes. O Chefe de caixas era um tarado e havia várias provas e a outra chefa era mal formada e incompetente. O que mencionaram num comentário de apoio de caixas passar logo para 40horas é verdade, isto porque era amiga da chefa. Tudo era feito pelas amizades e conveniências. Uma verdadeira desgraça.

  55. Trabalhei em Matosinhos e de facto grande parte dos problemas reside nas chefias por aquilo que presenciei e vivi e este site é muito bom para manifestar e expor aqui os problemas que chefias no exercício das suas funções estão a criar de negativo para o futuro da empresa.
    Entra-se na IKEA de Matosinhos super motivado porque a empresa aparenta e é boa para os colaboradores mas no entanto passado um ano dois anos começamos-nos a aperceber que ser bom trabalhador de nada interessa porque começamos a ver as relações de interesses e que as progressões de carreira não são pelo esforço dedicado á empresa mas pelas relações de proximidade entre superiores e colaboradores/as.Ao ver que não existia futuro abracei outra carreira em outra empresa, pois dali o meu suor nada iria ter beneficio a longo prazo.
    Boa sorte a todos…..

  56. Estive empregado na Loja de Alfragide/IKEA e a equipa de chefias é uma equipa podre no que toca a relacionamentos pois nós colaboradores entre nós via-mos das relações extra-conjugais que chefias teem lá dentro e nós colaboradores não somos estúpidos porque dessas relações até brincava-mos a dizer que uma ou outra daqui a uns meses ia ser beneficiada na carreira e acertava-mos quase sempre porque a promoção nos últimos anos são por essas relações e não pelo trabalho que se faz. Enfim é o país que temos no seu melhor!

  57. Com tantos testemunhos afinal muitas coisas más se passam na Ikea, ao contrário do que muitas daquelas más pessoas desmentes.
    Nomes com António Machado, Teresa Barradas; Pedro Cano; João Rocha e os responsáveis de RH das lojas que permitiram muitas destas coisas. Trabalhei na Ikea mas Saí e disse muitas destas coisas conclusão diziam que é mentira.

  58. Trabalhei em Alfragide nas entregas e depois não renovaram contrato eu que dei tudo e estava sempre disponível para o que fosse preciso tanto a nível de horário ou fosse do que fosse.Mas quando acabou o tempo de contrato deram-me uma justificação nada convincente para dizer que não renovavam ?!?!Quando, para meu espanto, passado algum tempo voltam-me a chamar para ir trabalhar para a loja de Alfragide, ou seja não prestava e afinal já presto ?
    Aceitei de novo pois estava desempregado e não é para meu espanto que quando começo no activo vejo lá pessoas a trabalhar já com contratos a termo que na primeira vez que lá estive eram muito maus colaboradores desde a faltarem,atrasarem-se na entrada ao serviço,abusam nas pausas durante o horário de trabalho etc.
    Comecei a olhar com a experiência adquirida do primeiro contrato e não é que começo a verificar que aqueles/as que ficaram com contratos são os que andavam com grandes proximidades relacionais com chefias e não por serem excelentes profissionais o que me faz concluir que a gestão de recursos humanos está a ser gerido por amizades , relacionamentos,cunhas , interesses em vez de ser pelas questões positivas dos colaboradores.
    Há quem se queixe destas atitudes das chefias mas parece que o departamento assim o aceita.
    Pena que com tudo isto no futuro quem perderá será a empresa IKEA.

  59. As lojas de Portugal estão vigiadas e comandadas por pessoas que se dedicam a destruir a empresa.
    Os Chefes de segurança são do pior, vigiam as pessoas, têm esquemas e tentam controlar as coisas.
    Têm pessoas nas lojas que compactuam e seguranças também, depois tentam utilizar os seus conhecimentos externos para averiguar coisas, situações ilegais que não podem fazer e vai contra o código conduta da empresa

  60. Não trabalho no IKEA, mas fiquei chocado com tudo o que por aqui se disse, há imenso fumo pelo IKEA, e quando há imenso fumo, a probabilidade de estar a arder é grande.
    Contem isso aos suecos, pela minha experiência, os suecos são naturalmente sérios, e pelos vistos, os chefes que por cá andam, segundo os relatos aqui expostos, são os principais responsáveis. Ainda por cima parecem sentir-se impunes, ou compactuam ou coagem e ainda agem alegadamente de forma pouco justa e transparente.
    Não li o vosso código de conduta, mas muito me surpreenderia que os suecos compactuassem com as práticas aqui descritas, ou que virassem a cara para o lado, não as identificando como um problema.
    Que mau exemplo de liderança o que por aqui foi exposto. E afinal basta uma gota de óleo para contaminar todo o barril de água potável.
    Escrevam aos suecos, sem medo, sejam sinceros, claros e objetivos.
    Claro que uma carta não passa de uma gota de água no oceano, mas o que é o oceano se não um conjunto de gotas de água.

    1. Estive a trabalhar durante uns anos na segurança da Ikea e se a empresa Ikea apresenta vários problemas a segurança não é diferente.
      O Paulo e o César responsáveis de segurança na Ikea são do pior, são pessoas desprezíveis e perigosos. Espionam os funcionários, têm seguranças que compactuam com os seus pedidos e têm comportamentos contra a conduta da Ikea. São um verdadeiro terror investiguem nos e afastem estas pessoas da empresa. Vou escrever para a Sede da Ikea para saber o que se passa e para a empresa se segurança. Várias câmaras vigiam os funcionários e ainda querem colocar mais

  61. Trabalhei durante uns anos na Ikea e um dia acharam que era dispensável. Fizeram-me a vida num inferno desde Director que sabia da situação, chefes, RH e segurança até eu aceitar um acordo para sair. A Ikea persegue as pessoas e tudo o que está escrito mostra muito do que se passa e só não despedem aqueles maus chefes e sub chefes e RH porque não querem.Em Logistica privilegiavam alguns que se achavam chefes e tinham vários confrontos com outros colegas e eram mal formados para não falar dos enrolanços que tiveram com chefas e até seguranças sim. Em Sac era também vergonhoso e a Chefa de Departamento escondia as coisas e compactuava com os chefes e sub chefes de forma a encobrir os seus erros, Vendas era dramático aqui também os amigos eram os preferidos, em IF era também muito problemático. Os Recursos Humanos não protegiam e defendiam os colaboradores ainda compactuavam com estas situações.

  62. A IKEA é uma grande empresa mas cheia de podridão pelo meio. Já trabalho aqui há 10 anos e já trabalhei noutras empresas, esta não é diferente mas a verdade é que nos vende outras expectativas. eu nunca passei a team leader como sempre quis mas que hoje ja nao quero mais, eles nao têm vida e não ganham para isso. Soube hoje que um colega meu part time que esta ca ha uns anos entrou num programa da ikea de desenvolvimento para futuros lideres e isso deu me algum alento de acreditar que nao sao apenas os meninos queridos que crescem. Eu gosto de trabalhar cá mas sinto que a ikea está se a fastar das suas origens.

  63. De facto concordo com as declarações em cima descritas também partilho do que foi dito pois conheço colegas que de inicio da ikea tiveram alguma progressão de carreira e agora á uns anos para cá vêem-se as pessoas a não terem qualquer progressão e as vagas estão a ser preenchidas por pessoas que vêem de fora e entram logo para funções de responsabilidade quando tais pessoas pouco ou nada conhecem os cantos á casa.E começamos-nos a aperceber que essas mesmas pessoas têm laços muito próximos com chefias que já cá estavam ?!
    Pergunto se vale a pena dar tudo para ver outros de fora a ocupar os lugares de carreira, que deviam ser ocupados pelos que se esforçam durante anos pela IKEA.

  64. Trabalhei no serviço de apoio ao cliente um bom tempo tempo esse que deu para me aperceber das más pessoas (chefes) que ali reinam.
    Os chefes e Sub Chefes deste departamento não respeitam a empresa IKEA , os seus critérios eram definidos pelos gostos e amizades , não assumiam os erros , não eram transparentes e só a alguns eram dadas oportunidades , e chamam a este tipo de comportamento de chefias ser uma empresa diferente?
    A chefa de departamento essa era má cara e respondia mal defendendo estas más situações.

  65. A Ikea virou com a má gestão, falta de liderança e valores uma empresa podre.
    Testemunho que vivenciei situações inaceitáveis mas os péssimos chefes escondiam tudo.

    Os Recursos humanos sabem das situações são eles que permitem assim como os Directores e a srª CHRISTIANE THOMAS.
    Enquanto estive a trabalhar na loja Ikea nunca a vi,mas sei que alguns falaram e a alertaram, o que ela fez nada.
    Porque ela nunca se apresentou e quis ouvir os colaboradores.
    Uma empresa boa mas que as pessoas já não são importantes e está a ser gerida por pessoas que privilegiariam alguns.

  66. recentemente entao é só estrangeiros, nem temos nenhum director de loja portugues, os subdirectores de loja tambem sao todos estrangeiros parece que nao prestamos. alem disso é só ver os amigos a trazer amigos e as mulheres para trabalhar na empresa todos com grandes carroes e ja ouvi dizer que ate as escola dos filhos e casa sao pagos pela ikea, e depois ando eu a acartar paletes a fazer o trabalho de 2 ou 3 pessoas porque nao ha horas. é ridiculo

  67. Sem dúvida,o recrutamento do Ikea está “doente” pois já lá trabalhei e vi muitas destas coisas aqui ditas e como é possível os Recursos Humanos saberem e nada fazerem e alinharem no mal que se está a fazer.Não acredito que sejam cegos ,surdos, e mudos.
    De certeza que na Suécia ainda nada sabem ou então estão a chegar á conclusão que o IKEA em Portugal é de facto o costume de sempre, um caso perdido.
    Ainda bem que saí pois não via nenhum futuro de carreira, apercebi-me destas situações e conclui que ascensão laboral nunca ia ter para que dar tudo e nada receber.

  68. Trabalho na Ikea de Matosinhos e há uns anos era um orgulho, mas hoje o sentimento geral é de desmotivação e tristeza.
    Este site revela um pouco do mundo da Ikea onde os horríveis chefes fazem o que querem não respeitando o código de conduta nem os Valores da Empresa.
    Sei que pode sair uma notícia da ikea e aí nem as suas boas vendas são omitir estas más situações que se vivem.

    A Responsável de País prefere fingir que não sabe do que agir.

    Retirem aos horríveis chefes , sub chefes e Responsáveis de RH e as coisas melhoram

  69. tenho 27 anoa, curso e mestrado. Eu trabalhei em 3 empresas dos 18 aos 26 e aos 26 ingressei na ikea como reforço.

    nunca trabalhei tanto, nunca levantei tanto peso e nunca senti tanta falta de trabalhadores como ali, por outro o lado tinha cantina a 50 centimos que nunca tive mas nao compensa o resto. eu nunca faria carreira ali uma pessoa deve ficar toda rebentada se fizer 3 anos daquilo, e tinha colegas la ha anos….diziam que é assim mesmo e que nao é para todos. lol

  70. Fui Chefe em Matosinhos e a IKEA torna-se numa empresa vulgar que não valoriza as pessoas . O departamento do RH só se preocupa com burocracias de papeis e não com as pessoas.A loja sabia que muitos estavam descontentes com razão por várias injustiças e fingem não saber.
    As subidas de categoria eram duvidosas e apenas subiam os amigos/familiares estes protegidos comprometendo assim as vagas.
    Quando as pessoas não concordam com algo eram perseguidas , não subindo,mesmo sendo bons funcionários e mudavam-nas de secção e davam más avaliações para fazer pressões psicológicas.Destruindo assim o bom que um funcionário possa ser. Para mim como Ex-Chefe um caminho errado seguido por esta IKEA sem valores.
    .

  71. A sério? O que tu queres é um emprego. Ali trabalha-se. Uma coisa são as queixas que por aqui existem, mesmo elas sendo absurdas. Outra é a tua reclamação. Estás à espera de um trabalho em que não tenhas que que puxar pelo físico? Então o teu lugar é sentadinho atras de uma secretaria. Cuidado, não arranjes nenhum calo.

  72. Trabalhei na Ikea e era uma vergonha relações entre os chefes e colaboradores; chefes e enfermeiras, chefes e Seguranças; chefes e chefes e não cumpriam o código de conduta além da ética profissional principalmente na relação médica.

    Os RH permitiam as situações e para se crescer na Ikea era tudo á base das amizades e relações.

  73. Estive a trabalhar nos serviços em Alfragide e a gestão era do pior, a chefia era uma incompetente e os restantes chefes do departamento igual. Existia uma sentimento de descontentamento mas nada era feito.
    Os que se encostavam era beneficiados e protegidos e quem ficava e subia era quem fazia parte do grupinho.
    Espero que a Direcção veja o que se passa e actue.

  74. Encontrei este site por acaso andava á procura onde pude-se reclamar sobre o IKEA e dei com esta página ao ler alguns artigos achei interessante deixar aqui a minha insatisfação:
    – Sou cliente da Loja de Alfragide e gosto de comprar muita coisa para casa no IKEA, mas começa a ser irritante ter de esperar cerca de 40 minutos nas caixas e repara-se que existem muitos poucos funcionários nas caixas e com filas todas elas bastante longas.
    Não sei se é decisão da direcção IKEA manter este tempo de espera nas caixas ao cliente mas deviam pensar na qualidade de satisfação do cliente.
    obrigado

  75. Encontrei este site por acaso e agradeço a todos os que partilharam as más situações passadas. No entanto, para muitas das situações descritas e que também já passei por elas noutras empresas, existem alguns mecanismos legais de ajuda e que poderão ser muito úteis para os que ainda lá trabalham bem como, para os que saíram desde que cumpridos certos requisitos temporais em relação à data de saída. Não sendo vós “Yes man” claro que, no final, o V. contrato de trabalho não será renovado mas, o mesmo acontecerá se eles embirrarem convosco e usarem da prepotência, coação física ou verbal, perseguição laboral, etc.
    Digam o que disserem, ninguém vos pode obrigar / pressionar a assinar nenhum documento de rescisão por mútuo acordo (que só vos faz perder direitos, incluindo subsídio de desemprego)!!! Claro que é muito difícil e é preciso saber aguentar e controlarmo-nos mas, no fim, quem ganha mais nas indemnizações são vocês!
    Existem direitos e deveres a cumprir no código do trabalho por ambas as partes.
    Os vários meios são Denúncias DIRETAMENTE E POR ESCRITO ou, só a TÍTULO ANÓNIMO-se forem de caráter geral e não vos envolverem diretamente;
    – ou pedido de fiscalização às condições do trabalho, , nas delegações da ACT-Autoridade para as condições do Trabalho (ex: Inspeção Geral do Trabalho) – do que se passa na Ikea ou noutra empresa qualquer;
    – Idem para confirmar o que têm direito nas contas finais quando rescindirem convosco
    – Problemas com a comida – na ASAE;
    – Também para quem é sindicalizado e com quotas em dia, pode reclamar no sindicato;
    – Por fim, podem sempre e também, denunciar por email, as situações em inglês (existem tradutores), para a própria Sede da IKEA ao Diretor geral e, com conhecimento ao Administrador.
    Como é óbvio, quantas mais provas arranjarem melhor para vós e desde que não sejam testemunhas parentes ou amigas deles. Queixar-mo-nos constantemente à ACT do mau ambiente e de tudo o que as chefias/patrão e colegas a mando destes, nos façam depois de qualquer incidente dentro duma Empresa onde trabalhamos, costuma dar bons resultados pois, só quando começam a ser inspecionados e com multas para pagar é que abrandam ou geralmente param. Assim e até ao fim desse contrato, vocês têm mais paz de espírito!
    De qualquer maneira e com provas concretas conseguidas também pela ACT, também podem apresentar queixa judicialmente no Ministério Público dentro do Tribunal do Trabalho da área onde residem, como a própria ACT vos poderá aconselhar.
    Para terminar e para quem tiver necessidade de nomeação de advogado e isenção de custas judiciais no processo do Tribunal, pode também requerer apoio jurídico para esses efeitos no impresso específico da Seg. Social que avaliará as vossas condições e deferirá total ou parcialmente, conforme os vossos rendimentos.
    HÁ SEMPRE PRAZOS MUITO CURTOS A CUMPRIR, para TUDO! Informem-se bem acerca do que é necessário apresentar e que leva tempo a conseguir.
    Costuma-se dizer: QUEM CALA… CONSENTE!
    Espero ter ajudado.

  76. Boa tarde,
    Gostava de saber porque é que nunca ninguém denunciou o que se passava na Empresa á ACT.
    Nunca trabalhei na IKEA, mas sou cliente e depois de ler estes testemunhos fiquei a pensar porque nunca fizeram queixa, até para a Suécia podem reclamar, juntando testemunhos. O mal deste país é que as pessoas calam-se e depois estas situações vergonhosas continuam. Vão para a TVI, para a SIC, arranjem um advogado que represente todos os trabalhadores lesados, não sei, mas alguma coisa deveria ser feita, calculo que não seja fácil, mas essa gente merece uma resposta.

  77. Olá Maria;

    Várias queixas foram feitas mas o ACT não diz que nada encontra e a Responsável do País sabe que muitos estão a colocar em causa a empresa mas nada faz. A Cristiane Thomas não se preocupa com as pessoas nem as conhece.
    Os responsáveis de Recursos humanos fingem que está tudo bem assim como os chefes e sub chefes e como a empresa factura não querem saber .

    As pessoas não são valorizadas só os grupinhos de amigos, os relacionamentos, etc

  78. trabalhei nas lojas do ikea e a podidrão reinava.

    Os valores da Ikea há muito tinham sido perdidos e os maus chefes e sub chefes passam uma má imagem.

    As pessoas viviam com medo, não podiam falar e algumas eram ameaçadas.

    Existia abusos por parte da segurança que utilizavam as imagens para outros fins e os chefes de seguranças ameaçavam as pessoas.

    Façam alguma coisa

    1. As ameaças e abuso de utilização de imagens para outros fins (dependendo dos fins e da autorização pessoal para esses efeitos) podem qualquer um deles, serem considerados crime. Queixe(m)-se numa esquadra de polícia e tente(m) levar(em) provas e / ou nomes e moradas de testemunhas, que a polícia e Ministério Público investigam as situações e se for caso disso, levam-nos a Tribunal.
      É preciso as vítimas mexerem-se e apresentarem queixa.

  79. Nem tudo é rosas. Claro!
    Mas pessoas que falam aqui falam de mais ,falem o que fizeram para empresa mandalas embora.
    Vários pontos que faltam a estas pessoas !!
    Falta de valores.
    Irresponsáveis
    Muitas das pessoas quando passam efectivos deixam de fazer o que faziam.!!!!
    Perdem os valores.!!!!
    Igualmente pessoas que fazem part-time. .
    Amigos que falam mal do Ikea.Vaiam fazer algo por a vossa vida.
    Há Relação senhor sim senhor David foi um grande Diretor,gostei muito de trabalhar com este senhor director.
    Trabalho do Ikea já alguns anos espero fazer parte desta grande família por muitos e muitos anos.
    Há não sou chefe, sou colaborador.

  80. Estás lixado vais ser crucificado. Vais ser apelidado de lambe botas etc etc.

    Essa gentinha só sabe criticar, se calhar esqueceram se das coisas negativas que fizeram. E mais fácil arranjar bodes expiatórios para o seu fracasso.

  81. Realmente ainda existe quem defenda os directores e defenda estas coisas vergonhosas.
    Ser colaborador ou não muitos beneficiam e beneficiaram, uns ganham mais porque dormem com chefes e tem possibilidades de subidas os defendem. Não conheci este director porque estou noutra loja mas muito se falou dele e de outros, as pessoas que são beneficiadas seja por boas notas, seja por subidas, seja por outras passibilidades vão sempre defender estas irregularidades porque afinal são como estes maus directores chefes e sub chefes .

  82. Enquanto estive a trabalhar na Ikea de Alfragide eram inúmeras as histórias que se falavam dos maus directores, RH e Chefias. A ikea á portuguesa. Na logistica, caixas, sac, vendas comin os chefes beneficiavam alguns e muitos andavam enrolados com os chefes.

    As pessoas tinham medo, perseguiam pessoas levavam para salas e obrigavam a rescindir; vigiavam as pessoas, e só os amigos e amantes/as eram protegidos.

    E isto era a verdade do que se passava

  83. Sim é bem verdade o que é relatado anteriormente sobre envolvimentos de colaboradores/as e chefes/as existe comentários entre funcionários sobre essas situações e tudo se sabe dentro duma empresa claro que ninguém comenta porque já se sabe que teria-se represálias, esses envolvimentos eram muitas vezes denunciados pelos próprios (comentários/piadinhas etc..) sem se aperceberem ao combinarem dentro da empresa esquemas.Existe situações destas em chefes de caixas com colaboradoras e os RH sabiam destas situações por denúncia e nada se fazia chegando ao ponto da parte médica andar também envolvida.
    Ao contrário do que foi dito neste blog dizer que só maus colaboradores escrevem aqui mas eu só sai do IKEA não por ter tido falhas ou ser má empregada saí porque quis ir para uma empresa que desse valor pelo trabalho e não por outras “coisas”.Adorei trabalhar na empresa IKEA mas com tais chefias não valeria a pena ter objectivos de realização profissional.

  84. Nunca trabalhei no IKEA mas tenho duas amigas que trabalharam em Loures.E contaram-me que a direcção , recursos humanos e chefes,sabiam destes comentários que aqui se escreve e o que fizeram foi andar a questionar os empregados sobre o que se aqui escreve mas com intuito de fazer pressão e incutir o medo.
    Acho grave que a direcção das lojas vejam que algo não está bem e nada façam.Problema que fica por resolver há-de ter os seus reflexos no futuro negativos para a empresa penso eu.
    As minhas amigas disseram que o clima é de insegurança e medo porque existe só esquemas entre amigos e que quem lá está a trabalhar á procura de mérito próprio do seu treabalho é para esquecer.
    Fica assim registado para que os consumidores saibam dos ambientes onde vão gastar o seu dinheiro.e o que se passa por detrás dos bastidores das lojas.

  85. Estive em Loures e o meu sonho é voltar! Sai por questões que nada tiveram a ver com a IKEA e digo-vos: foi a melhor experiência profissional que tive!
    Não dei conta de nada do que aqui foi relatado. A existir deve ter sido bem longe de mim. Via toda a gente alegre e motivada. Felizes por ali estarem, desde o SO à loja.

  86. Claro que existem alguns que vão defender tudo isto e alguns que pelo pouco tempo que estiveram na empresa vão dizer maravilhas. A Ikea enquanto estive lá e me contaram dava coisas muito boas desde prendas, prémios, cantina, fardas grátis etc mas depois é o que as pessoas de chefias estão a fazer com a empresa.
    Eu estive em Serviços em Alfragide e o tempo que estive lá deu para ouvir as histórias de descontentamento que eram muitas e ver as más chefias.
    A chefa tinha imensas queixas os Recursos Humanos sabiam e nada faziam, aliás ali na Ikea os Recursos Humanos eram só o nome porque não se preocupavam com as pessoas.
    Neste departamento havia os grupinhos privilegiados e os relacionamentos era triste dizerem que era uma empresa de Valores, mas estas pessoas estragavam a empresa e criavam descontentamento.E o resto dos chefes eram iguais diferenciavam as pessoas.

    Tem boas regalias mas é mal gerida e quem sobe não é pelo trabalho é pela cunha e os chefes é que dizem quem sobe ou não. E só dão ordens

  87. Fui colaborador na Ikea de Loures e o ambiente era muito pesado quando entrei adorei mas depois é o que está aqui escrito só se safa se andar com alguém ou for parente.
    Era de lamentar que a direcção fale no código de conduta se são eles próprios que não a respeitam.
    Falava-se dos relacionamentos de Chefes/Chefas/Colaboradores um dos que mais se fala era do Chefe de Caixas de Alfragide todos falavam e nada se fazia ?! Uma Vergonha.

  88. A direcção compactua com estas situações.

    sabe bem que os problemas estão no top mas prefere ocultar e permitir tudo e muito mais do que foi descrito.

    Não existe uma boa equipa de Recursos Humanos e existe uma direcção corrupta.

  89. Podia dizer muito mais mas muita da verdade já está aqui exposta para todos verem.

    Um empresa como a Ikea que se dizia ser uma empresa de Valores só se for os valores dos relacionamentos, das cunhas, dos grupinhos, da vergonha.

    Pessoas como chefes sem qualquer apetência mas que eram defendidos pela direcção e chefa de departamento.

    Vou deixar o meu testenhunho de tudo o que me fizeram de mal e a muitos num jornal e pode ser que assim finalmente a IKEA acorde e acabe com a má gestão e maus chefes.

  90. é simplesmente degradante o que se passa na Ikea em Portugal.
    A direcção sabe, os respomsáveis de Recursos Humanos Sabem e todos ignoram porque não convém falar sobre as coisas.
    Vários relacionamentos prejudiciais, várias cunhas e preferências nas vagas, e controlo abusivos por parte dos responsáveis de segurança.

  91. No Jumbo da amadora a mrda é a mesma. Estive 1 ano nessa empresa numa equipa composta por seis só um é k era aquele que fazia mrda, e gerava problemas era o melhor aos olhos da chefe. Inclusive ganhava primes (premios) mesmo nao prestando trabalho feito. Trancavase no seu canto e muitas vezes foi apanhado a jgar. Entre outras… E nada lhe acontecia, pq? Porque andava enrolado no olho da chefa. Literalmente. Rh, gerentes, chefes akilo é so mrda. Todos so kerem saber duma coisa e todos lutam por isso atropelandose uns outros. “Programa” – é um sistema onde a maioria dos gerentes e chefes passam agarrados ao pc, e procuram formas de a empresa nao sairem prejudicadas ou seja dinheiro. Se fazerem um belo servico em lixar o zé abaixo deles aos olhos do director isso é prime. Pq para os desgracados k estam la a trabalharem 10 a 12h levam horarios trocados no proprio dia, folgas? ali trabalhas 5, folgas 1dia, trabalhas outros 5… Extras é mentira, venha ca o idiota dizer o contrario. Estar com a familia estam se a cagr, pressao e alteracoes para ontem é mt frekuente, gastar money em merdas desnessecarias sao uns campeoes, depois a malta precisa de cortar fiambre nao ha money para arranjar as makinas, Salarios 540€ nao compensa trabalhar com estas condicoes da treta. Caso que me sucedeu num mes que foi o pior mes k ganhei e o k mais trabalhei, twnho o meu recibo k diz – 540€ base + 2 feriados e 3 domingos k da no total 730€ fui descontar 210€ w fikei com 520€. Tenho meses que nao trabalhei domeingos nem feriados e levo limpos 500 a 515€. Agr digam me compensa trabalhar para akeles cabroes? Ah e temos o subsidio de almoco em cartao k so podemos abastecer nas lojas jumbo. Isso é outra treta. Oh pah hipermercados trabalhar la é k nao. Dps à smpre akele cabraozeco o sr. Director carlos f. Sempre km os tomats enfiados na cadeira. Oh pah, ali km leva muito e coitadas sao as gajas das caixas. 15m de pausa. Mas esta mrda toda km sao os culpados sao os trabalhadores sao uns incomodados do caracas. E o povo portugues é keixam se e nada fazem… É isto da precariedade vai sempre existir. Ah fdx!

  92. Aconteceu me ha umas duas semanas fui entregar o curriculo. E perguntei a uma moca k estava fardada. Disse onde é k tinha de entregar o curriculo? Nisto ela com um tom de coco, diz. tem k ser enviado por email. E eu disse ja tentei e o site na altura estava com erro 404 page not found. E ela tentou noutro pc. E eu desculpe, sabe me dizer onde entrego o curriculo sem ser por email? Visto a estpd n ter gstado foi ler o meu curriculo e diz, candidatase a logistica armazem com apenas 8 meses de experiencia? Esta brincar. Fikei fdd e so n lhe fui as trombas pq s n eu é k era o mau da fita. Mas se fosse filho irakiano do embaixador… Ve se a merd k la trabalha. Devia ser alguma xefe. Ainda tou a espera de uma resposta enviada ha dias por email.

    1. Sim,Sr Sérgio de facto trata-se dum desprezo brutal por quem procura trabalho devia de haver mais respeito por quem está numa situação delicada como essa.
      Uma direcção como a empresa IKEA devia de ter mais respeito dessas situações pois um futuro empregado de hoje é também um potencial cliente de amanhã e seus amigos e com faltas de respeito dessa natureza começa-se a comprar noutro lado.
      Ás vezes o povo português devia ser mais esperto e menos fraco para não se deixar pisar.

  93. Trabalhei no IKEA e as coisas vinham a modificar-se para pior com o surgimento de chefes péssimos a tocar no inqualificável e com uma direcção pouco Humanista que nada quer saber das pessoas.
    Davam prendas para calar as pessoas mas o ambiente entre colegas era superficial e enganador,devido a vários relacionamentos entre chefe e chefas que determinavam o sucesso dum ou de uma colaboradora.

  94. Estive a trabalhar no Ikea em Portugal e apesar de boas regalias existem muitas coisas incorretas.
    Saí porque decidiram não renovar o contrato não porque não fizesse o meu trabalho mas porque não era bajulador. Essa é a verdade. Depois deram uma desculpa pouco consistente que não dava para renovar e pronto. Ainda tentei falar com o Departamento de Recursos Humanos porque no tempo em que estive lá nunca nenhum chefe me disse nada nem de bom nem de mau, aliás raramente os vias. Mas o Departamento de Recurso Humanos é só o nome pois de Humanos não têm nada, a começar pela Chefa que várias pessoas falavam que ela nem falava com as pessoas e não queria saber dos problemas.
    Enquanto estive na Ikea a trabalhar, eram muitas as pessoas dos vários departamentos que comentavam sobre a direção que não se importava, como os Managers que fingiam que tudo estava bem e como os chefes e sub chefes causadores de muitas coisas que negavam tudo e prejudicavam muito as pessoas.
    Diziam que desenvolviam as pessoas, sim desenvolvem os preferidos e a família ou amigos e amantes, esses é que eram os que tinham perfil.
    Era uma vergonha os chefes e sub chefes que maltratavam as pessoas, falavam mal, diminuíam-nas. Além do mais eram um péssimo exemplo os chefes e sub chefes.
    As preferências influenciavam no trabalho e o ambiente era de ninguém falar nada.
    Criavam grupos no Whatshap para passarem informações sobre o trabalho, em vez de falarem com as pessoas, chegavam a uns marcar falta quando faltava e a outros podiam vir compensar, chegavam a pedir trocas constantes de horários e chefes a pedir para assinar formações que não deram só para ficarem bem. Situações prejudiciais para a empresa.
    Os relacionamentos amorosos eram muitos, inclusive com as enfermeiras; seguranças e chefes e chefes e sub chefes até mesmo casados andavam uns com os outros.
    Tinha um amigo na segurança que confidenciou que vigiavam algumas pessoas a pedido dos chefes situação ilegal e que existiam câmaras não visíveis. Chefes de segurança sem valores.
    Do Ikea só levo uma certeza se a direção continuar a mentir todos vão sofrer.
    Estejam atentos.

  95. Trabalhar no Ikea é ter relacionamentos, não importa se tens filhos ou és casado/a importa é subires.

    Depois quem não anda com outro dá graxa aos chefes e vende-se.

    Uma empresa de cunhas e padrinhos

    O que está a dar é subires os queridos e vires de fora os amigos e familiares.

    O ambiente no Ikea está muito mau

  96. (já tinha deixado o meu comentário na exposição mais recente, mas deixo aqui também pois tem mais moderadores, li todos os comentários e revejo-me na grande maioria)
    Trabalhei 8 meses no IKEA de Loures, também na secção de CR e também conheci o sr. H. Posso dizer que a partir do momento em que disse que não podia ir a uma festa já nem sei de quê, celebração do Outono ou que era, excluíram-me automaticamente, inicialmente pensei que era a ovelha negra mas outros colegas diziam sentir exactamente o mesmo, por diversos e diferentes motivos. Para além disso, as avaliações – que tinham uma determinada periodicidade, agora não estou bem recordada da mesma, mas era curta – que consistiam, teoricamente, em reunir com o respectivo coordenador para avaliar por escrito, mediante certos parâmetros, o nosso trabalho, fazendo um plano dos pontos a melhorar, etc, no tempo todo em que lá estive só tive duas reunioes e não duraram mais que 15 minutos (havia quem ficasse quase uma hora ou mais a discursar sobre o seu lugar na empresa, isto durante o período de trabalho). Tive de pressionar a coordenadora (não me lembro do nome dela, era uma obesa arrogante) para o fazermos, pois via colegas a serem avaliados e alguns até a serem incentivados a tal, isto quando a encontrava… No entanto, apesar de raramente a ver, pelos vistos ela via-me e a minha avaliação foi em ambas as vezes negativa, dando ênfase ao facto de “não socializar o suficiente com os colegas” e ainda questionando se era tímida; por acaso não era/sou, mas se fosse, nem isso saberiam respeitar, simplesmente não sou pessoa de dar logo confiança a completos desconhecidos e isso certamente aborreceu-os, mas também não me esforcei muito em contrariar as avaliações pois da 1a vez foi-me dito que ficava mais 4 meses, apesar de eu ser uma colaboradora tão fraquinha, e da 2a já nem queria saber, só queria terminar o contrato. Basicamente entrei antes do natal e fiquei até à páscoa para servir de reforço, juntamente com uma “fornada” de (essencialmente) mulheres. Pregavam o clichê de que se mostrassemos interesse e empenho, o contracto poder-se-ia prolongar; esse “interesse” percebi muito rápido que era fazer vida na empresa (festas, arranjinhos, mudar horários com uma antecedência ridícula e aceitar trabalhar nas folgas).
    Um dos factores determinantes para a avaliação era, supostamente, o número de clientes (cartões IKEA) que se conseguia “fidelizar” e o tempo de atendimento/volume de vendas médio nas caixas. Cheguei a ficar em 1o lugar na questão dos cartões e nos primeiros 7 lugares por diversos meses na tabela de eficácia nas caixas; essas tabelas eram colocadas numa parede para todos verem, a fim de promoverem, segundo o sr. H, uma “competição saudável”, mas só promoviam mau-estar. Foi inclusivamente prometido verbalmente que seríamos compensados caso atingissemos x resultados, mas a única compensacao que tive foi um comentário jucoso por parte da minha coordenadora: “está bom mas podes fazer melhor, fala com a fulana x que ficou em primeiro lugar para trocarem ideias”.
    O ambiente na minha secção infelizmente era pautado pela intriga e falar mal dos outros nas costas era comum, também porque a maioria dos que lá estavam faziam parte da tal rede de favoritos (claro que fui estando cada vez menos à vontade neste ambiente pois, como se diz, “pelas costas dos outros vemos as nossas”). Claro que nem toda a gente era assim, conheci pessoas que ainda guardo no coração e que, infelizmente (as próprias admitiam) tiveram que engolir muitos sapos pois precisavam mesmo do trabalho; escusado será dizer que a maioria que entrou comigo foi despedida, mas também essa maioria teve exactamente a mesma sensação de alívio e felicidade que eu por tal ter acontecido. Por fim, e esta fez-me sentir como lixo e criminosa, no dia em que fui entregar o cartão de colaborador e a farda aos RH, que estava no meu cacifo, fui obrigada a esperar para ser escoltada por um segurança até ao balneário feminino, comportamento que me foi descrito pela segurança que estava na entrada como “normal”. Enfim, foi um alívio enorme ter saído de lá, percebi que empresas destas não sao de todo para mim, nunca gostei que me forçassem a fazer parte de algo que no fundo é bem podre e pobre de espírito, que têm por base um protecionismo à lá máfia.

  97. Entrei para o ikeia loures no dia 1 de março muito ilusionado pois ia começar a formarção e eramos três pessoas duas raparigas e um rapaz.Mais feliz fiquei ainda ao saber que so havia duas vagas para custumer relations e que tinhamos sido escolhidas. a formação sobrecarreada tres dias a correr, e de caixas nem se ouvia falar, no dia 5 domingo fomos jogadas aos leoes xD caixas sem conhecer nada nem o sistema tivemos uma colega ou seja uma que esta abaixo das supervisoras uma front liner que nos veio dar formacao em uma hora e despachou-nos para o pe de quem ja estava atender clientes. aprendi e no dia a seguir ja estava sozinha a trabalhar ( find-de-semana) part-time. Nao me sentia posta de parte nem plo contrario tudo estava correr bem ate que no dia 12 entrei ao serviço e as caixas estavam um caos e mandaram ir para griter(tipo policia) dirigir os clientes. eu sempre a respeutar e sempre simpatica ajudei e aconselhei os clientes o melhor que pude mas para a minha supervisora eu fui muito explosisa e directa levei logo uma grande critica e eu tentei explicar que nao tinha essa senção e nao sabi que era impressao que estava a causar. o que e estupido porque minutos antes a outra estava a dar-me os parabens plo trabalho. resumindo e concluido fiz horas a mais, trabalhei sete dias de um contrato assinado para seis meses e no dia 18 a oite depois de sair a meia noite uma supervisora que nunca tinha visto a nao ser por minutos apresenta-me a carta demissão a dizer que o meu comportamento nao se enquadrava no que eles queriam e que nao iam renovar comigo. Desculpa para o despedimento a nos as supervisoras tivemos a falar e achamos que no serves para as funcoes e coiso e tal porque nao soubeste aceitar a critica. Opa e pior ainda mandaram-me embora e nesse dia um gajo começa a fazer formação e pior stava sendo balulado plos front liner. Epa ikea muio bom sim nas regalias tratar com os funcionarios nao me venham com tretas se for preciso lixam.se uns aos outros e ha mau ambiente

  98. Ikea grande multinacional sueca lider de vendas em muitos Países ,com uma estratégia muito bem montada ,um forte planeamento sempre em antecipação ..
    Quem trouxe ou quem foi o guia da Marca Ikea para Portugal António Machado e muito bem mérito para ele e para Portugal.

    Mas a questão central é que este senhor Continua na Ikea (actualmente nem sei bem qual o cargo que ocupa ) e com ele todos aqueles pioneiros que entraram com ele no início (não vou estar a nomear aqui os nomes )A partir deste senhor é que nasce o poder podre dentro da lkea tem quase a família toda a trabalhar na Ikea ok coitado ajudou a família ,pior muitos desses familiares não têm competência para desempenhar as funções que exercem (Alguns deles cargo de chefia)
    Como diz um dos valores da empresa Liderar pelo exemplo, todas as ramificações pioneiras da Ikea que hoje todos lá continuam com grandes cargo seguiram lhe o exemplo é claro temos hoje uma Ikea cheia de tudo isso que é relatado aqui triste.

  99. Trabalho nesta empresa ha muitos anos e por motivos obvios o nome que utilizarei aqui não é o real.

    Eu gosto de trabalhar na IKEA vim da sonae e posso afirmar que aqui é bastante melhor.

    Tenho pena que a direcção deixe os chefes fazerem muitas horas principalmente em vendas, os valores são reais mas perdem-se no dia a dia, eu saio sempre sabendo que não fiz o que deveria ter feito e os meus colegas seguintes vão sofrer com isso. Precisamos de mais colaboradores e de sistemas informaticos mais rapidos para atendermos o clientes.

    Deixa-me triste também que a direcção tenha despedido ou deixado sair (pois nunca sabemos a verdade) as melhores pessoas de RH, aquelas em que tinhamos mais confiança e que nos davam verdadeira motivação e os nossos chefes também, a Ines o Paulo e a Mara sairam e sentimos gradualmente todos a falta que faz ter colegas de RH de proximidade com que nos sentimos disponiveis para falar abertamente.

    Mas é assim a vida, nem tudo é perfeito e eu tenho uma filha para criar não posso pensar em mudar de emprego já proxima dos 40 anos por isso engulo o sapo e continuo a minha vida.

    Á ikea só tenho coisas boas a dizer, só gostava de ver aqueles valores da empresa srem seguidos todos os dias, e não apenas nos talent days e antes dos voices.

  100. Também estou nesta empresa à muitos anos e a IKEA não deve ser o que se está a passar agora. Os chefes aqui nem sabem o que devem fazer os mais antigos foram mandados embora e os novos são todos paus mandados e tentam salvar a sua pele. Está a ficar muito mau ambiente trabalhar na ideia só os colaboradores novos estão satisfeitos. VALORES.?
    ?? NÃO HÁ VALORES! O que há é favores e interesses pessoais e familiares. Há CHANTAGEM E PERSEGUIÇÃO. Basta estarmos atentas para ver a decadência dos chefes que estão a ser perseguidos. De certeza que estão a depressivos embora se façam de fortes.Em mudaram os Diretores de Recursos Humanos mais Humanos para contratarem estes novos que ajudam a queimar os outros. Os novos Diretores de loja vem para cá ganhar milhares com casas pagas e escolas pagas e nós a receber 600eur.Não posso deixar de dizer que mesmo assim ainda é bom trabalhar cá e sou bem tratada mas custa ver o que estão a fazer ao meu chefe. VERGONHA. O que vai ser o futuro? Conheço uma pessoa nos escritórios centrais e SEI QUE VÃO DESPEDIR MAIS CHEFES QUE TEM SIDO BONS PARA NÓS !

  101. Denunciar o que? eu nem posso colocar aqui o meu nome porque senão ficaria logo no desemprego mas tenho familia para sustentar.

    Estou nesta empresa há muito tempo, já estive em mais do que uma loja e agora vejo directores de loja que quase nem se fazem sentir, colocados ali por afinidade aos directores de país, e depois seguem essa filosofia! Entrou um chefe de seccao o ano passado que sem fazer numeros passou para o Service Office e já é falado como um dos proximos chefes de departamento, sabes porque? porque é melhor amigo do director de loja, que é melhor amigo da direcção!

    Esta empresa está igual a todas as outras, eu vejo os novos a chegar e a achar que vieram ter melhor qualidade de vida, em poucos meses caiem na realidade!

  102. Estimados acredito em tudo o que li pois tenho amigos que trabalham no IKEIA e apesar de todos gostarem de lá trabalhar queixan-se deste tipo de comportamento.
    Agora deixo um concelho de quem já trabalhou na Wurthportugal e viu o mesmo filme,escrevam uma carta para a IKEIA na Suécia e vão ver se não vai rolar cabeças ou comportamentos,aconteceu na Wurth, empresas lideradas por Portugueses è o que dà.

  103. encontrei estes comentarios sobre empresas que abusam dos trabalhadores em grande escala.e li que assinam contratos de rescicao!!!nao sabem ligar a uma act,tribunal de trabalho ou associar se a um sindicato.trabalho na mesma empresa ha 23 anos e luto sempre pelos meus direitos!e tambem tentam muitas vezes dar a volta as leis do trabalho.tenho pena que uma empresa onde ate gosto de comprar trata assim os funcionarios.carta para a suecia para ontem!!!!!

  104. E o que dizem de uma colaborada externa ser dispensada (sem direito a carta para o Subsídio de Desemprego) por estar grávida??
    Isto sim reflecte e bem a gestão da Ikea.
    Golpe sujo e baixo vindo de quem veio.

  105. E o que dizem de uma colaborada externa ser dispensada (sem direito a carta para o Subsídio de Desemprego) por estar grávida??
    Isto sim reflecte e bem a gestão da Ikea.
    Não são humanos. Apenas querem números (€€€)
    Golpe sujo e baixo vindo de quem veio.

  106. Reencaminhei para o Ikea Internacional. Espero que mais alguns de vocês o tenham feito, ou o façam para exercer pressão!!

    Traduzi apenas algumas das expresses chave das denúncias.

  107. Sou trabalhadora do ikea e não concordo com nada do que é aqui dito neste texto.
    Para mim, tirando os horários rotativos (que é uma questão pessoal com que não me identifico), o ikea é o melhor sítio onde se pose trabalhar.

  108. Call center? Trabalhei lá 4 meses e fui me embora!

    Basicamente querem que sejas um topo de gama a preço low cost, que aprendas tudo em 2 semanas e que estejas disponivel para turnos rotativos incompativeis com outro emprego!

    Além disso vais passar a vida a tentar resolver problemas das transportadoras.

    O ambiente é porreiro até embora não tão bom como outros callcenters, o problema ali é que estas numa sala pequena com a pressao de estares constantemente com tempos de espera ridiculamente altos por falta de pessoal ( ou por muitos erros das transportadoras ou falta de stock)

Leave a comment.

Your email address will not be published. Required fields are marked*