SITE EM REESTRUTURAÇÃO

Precarios Inflexiveis Outubro 24, 2016

Esta noite, às 00h00, começa a greve dos trabalhadores precários do Centro Hospitalar do Oeste, perante a falta de resposta às exigências da mudança para as 35h, o pagamento de todas as retribuições em falta (greves onde asseguraram serviços mínimos, turnos extraordinários e metade do subsídio de férias). O Ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes, já foi obrigado a falar e assumiu a necessidade das 180 trabalhadoras e trabalhadores precários (intermediados pela Empresa de Trabalho Temporário Low Margin) serem integradas nos hospitais. Os Precários Inflexíveis expressam a sua solidariedade total e estarão presentes nos piquetes esta noite e na concentração de amanhã de manhã, às 10h, frente ao Hospital das Caldas da Rainha.

14567961_580288852156150_4951325193173033138_n

Depois de ter esgotado todas as vias negociais para a reposição de salários e direitos, o Movimento dos Precários do CHO (Centro Hospital Oeste) entra esta noite em greve por tempo indeterminado. Esta luta é apoiada pela Associação de Combate à Precariedade – Precários Inflexíveis, que estarão presentes durante a greve. O Movimento luta pela sua reintegração, tal como já é admitido pelo Ministro, pelos direitos enquanto trabalhadores dos hospitais e também pela qualidade dos serviços prestados aos utentes do Centro Hospitalar.

urgencias
Os trabalhadores precários do Centro Hospitalar do Oeste distribuem-se pelo Hospital das Caldas (fotografia acima), Hospital de Torres Vedras e Hospital de Peniche.

CHO

 

Facebooktwittergoogle_plusredditlinkedintumblrmailby feather

Leave a comment.

Your email address will not be published. Required fields are marked*