NEM MAIS UM DIA SEM AULAS!

Desde que foi apresentado na segunda-feira, o apelo a protestos nas escolas por uma solução imediata para a falta de professores reuniu centenas de apoios na internet e continua a crescer. A Associação de Combate à Precariedade subscreveu este protesto desde o início e hoje apelamos a que todos se mobilizem à porta das escolas.

Hoje, quinta-feira, pelas 19h30, pais, professores e alunos juntam-se à porta de diversas escolas para defender a proposta lançada no apelo.

Em Lisboa, o encontro “NEM MAIS UM DIA SEM AULAS!” é na Escola Secundária Pedro Santarém (Estrada de Benfica), às 19h30. Há também protestos na Escola Passos Manuel (Chiado) e Francisco Arruda (Alcântara).

Aparece e divulga o evento!

nem2

NEM MAIS UM DIA SEM AULAS!

Pais, professores, alunos e pessoal operacional
por uma resposta imediata à emergência nas escolas.

Portugal está a assistir à mais caótica abertura de ano letivo de que há memória. Exigimos respostas.

1. O ministro da educação e Ciência, Nuno Crato, continua a recusar a única solução rápida para a falta de professores: o preenchimento imediato das vagas em aberto segundo a ordenação nacional de professores. Todos os professores já colocados devem manter-se ao serviço. Todos os que, erradamente, não foram colocados devem reforçar as escolas.

2. Colocados os professores no mais curto prazo, fica pendente o lugar do ministro. Com a experiência dos anos anteriores e o desaire total deste ano, não pode ficar nas mãos de Nuno Crato a preparação do próximo ano letivo. O ministro deve ser demitido e substituído.

Assim, apelamos à comunidade educativa nacional que se mobilize, unida, em defesa da escola e do interesse mais importante: o dos alunos prejudicados no seu percurso escolar.

Quinta-feira, 16 de outubro, das 19h30 às 20h30, professores e pessoal operacional, pais e alunos vão reunir-se em defesa destas duas simples reivindicações.

Juntos, ao portão de cada escola onde o ano letivo ainda não decorre normalmente, enviaremos uma forte mensagem ao ministro, através da comunicação social e das redes sociais.

Nuno Crato não sabe e não quer. Tomemos o problema nas nossas mãos.
Nem mais um dia sem aulas, nem mais um dia sem professores!

subscritores (lista em construção):

Arlindo Ferreira (blogue de Ar Lindo)
Belandina Vaz, professora
César Israel Paulo, presidente da Associação Nacional de Professores Contratados (ANVPC)
Henrique Borges, dirigente sindical (SPN)
Maria da Graça Marques Pinto, professora
Paulo Guinote (blogue A Educação do Meu Umbigo)
Rui Martins, presidente da FRAPViseu e membro do conselho consultivo da Confederação Nacional Independente de Pais e Encarregados de Educação (CNIPE)
Santana Castilho, professor
Associação de Pais da Escola Básica 2+3 Pedro Santarém
Federação Regional das Associações de Pais de Viseu (FRAPViseu)
Associação de Combate à Precariedade – Precários Inflexíveis
André Pestana – professor do Movimento Nacional de Professores Boicote&Cerco
Filipe do Paulo – Pró-Ordem dos Professores
Associação de Pais e Encarregados de Educação da Escola Primária n.º 52 / EB1 Jorge Barradas (APEB52), sita em Benfica
Associação de Pais e Encarregados de Educação da Ericeira

Facebooktwitterredditlinkedintumblrmailby feather