Plano Emergência 2015

banner-documento-emergency

programa detalhado aqui.

Cinco meses depois do repto lançado no Fórum Precariedade e Desemprego, a Associação de Combate à Precariedade – Precários Inflexíveis, avançou na sua proposta de apresentar um plano concreto para combater a precariedade e desemprego no país, com propostas que poderão melhorar a vida para os milhões de pessoas em situação de desemprego e precariedade, que já constituem 55% de toda a força de trabalho do país.

A ACP-PI apresenta as linhas mestras para o trabalho que se iniciará agora, sob a forma de campanha aberta, com reuniões e discussões temáticas para aprofundamento das propostas. A associação interpelará diversos actores sociais e politicos, nomeadamente no âmbito das eleições legislativas, para que tomem posição acerca das questões que afectam maioria da população activa, precárias e desempregadas. Segundo a OIT, os trabalhadores precários em Portugal recebem apenas 60% do salário dos contratados sem termo, com uma taxa de pobreza que atinge os 25%.

Os eixos principais a ser discutidos estão expostos nos sete capítulos seguintes:
1) Novos Riscos, Novas Respostas – Segurança Social
2) Reforço do Mecanismo de Regularização dos Falsos Recibos Verdes
3) Novo Regime de Contribuições e Direitos para os Recibos Verdes
4) O Buraco Negro do Trabalho Temporário
5) Contra o Despedimento Colectivo dos Investigadores
6) Nem Estágios Profissionais Nem Estagiários Profissionais
7) Pelo fim da Perseguição no Desemprego

Este documento de trabalho é a base para o trabalho dos próximos meses da Associação de Combate à Precariedade – Precários Inflexíveis.

13 thoughts on “Plano Emergência 2015

  1. Pingback: ASSOCIAÇÃO DE COMBATE À PRECARIEDADE – PRECÁRIOS INFLEXÍVEIS – OCDE: MAIS DE METADE DOS EMPREGOS CRIADOS NOS ÚLTIMOS 18 ANOS SÃO PRECÁRIOS | A Viagem dos Argonautas
  2. Luís Almeida

    Tenho 72 anos e estou reformado há cerca de 11 . Tenho uma reforma razoável para os tempos que correm , fruto de uma longa carreira contributiva ( comecei ha trabalhar aos 15 anos e a descontar desde Maio de 1960), mas, estou de alma e coração convosco. Além disso adorei o artigo!
    Esse é o caminho, amigos! Não acredito em messianismos nem paternalismos. As transformações sociais só podem provir da vontade dos principais interessados: os prejudicados !
    Talvez por isso eu seja eleitor da CDU…
    Abraço !
    Luiís Almeida

  3. Pingback: ASSOCIAÇÃO DE COMBATE À PRECARIEDADE – PRECÁRIOS INFLEXÍVEIS – JÁ É UMA SORTE PODER ESTAGIAR? | A Viagem dos Argonautas
  4. Ana Rodrigues

    Sou professora de Educação Física e trabalho em ginásios e piscinas.Trabalho há seis anos a recibos verdes, e nunca passei um recibo que fosse “verdadeiro”, neste momento passo falsos recibos a 3 empregadores. Não posso querer comprar um carro porque nestas condições ninguém me cede um empréstimo, não me fazem contrato de arrendamento porque a qualquer momento posso perder o emprego.

  5. Estou na mesma situação. O meu principal empregador é uma Câmara Municipal. Paga-me a 7€/hora com IVA incluído. (7€-25% (retenção na fonte)-23% (IVA)- Seg. Social).
    Trabalho para 4 empregadores, saio de casa às 7:30 e regresso às 21:00, tenho 1 fim de semana livre por mês… salário líquido= 700€…

  6. Temos que denunciar a praga das empresas de trabalho temporário que não servem para nada, somente para extorquir dinheiro do salário do trabalhador e contornar a lei do trabalho, em detrimento do trabalhador. Posso dizer que por experiência própria que trabalham mal, são incompetentes e infelizmente ainda contratam em muitos casos, miúdos sem experiência, também eles mal pagos. Esta exploração e este tipo de situações deve ser mais do que nunca denunciada!!!

  7. Ola
    Melhores cumprimentos
    Gostaria de saber sobre vossa agenda ciclo debates contra desemprego sobre a tematica pretendo participar se vai haver alguma reunião e datas
    Com melhores cumprimentos

  8. Totalmente de acordo com Hugo Silva.. é uma autentica vergonha.. ! Mete-me “nojo” ir procurar emprego e ver coisas como por exemplo upgrade” entre outras a invadir os anuncios de emprego e tornarem tudo ainda mais precario ! Não sei como permitem esta vergonha !! Aliás eu ja ando é desiludido com isto tudo.. este mundo está perdido.. tudo a olhar para o proprio umbigo e é so negocios fraudulentospor toda a parte e ningue faz nada! nem as autoridades.. vergonha

  9. Pingback: ASSOCIAÇÃO DE COMBATE À PRECARIEDADE – PRECÁRIOS INFLEXÍVEIS – NOVO GOVERNO: VIRAR A PÁGINA DA AUSTERIDADE, ATACAR A PRECARIEDADE | A Viagem dos Argonautas
  10. Pingback: ASSOCIAÇÃO DE COMBATE À PRECARIEDADE – PRECÁRIOS INFLEXÍVEIS – RECIBOS VERDES: ATENÇÃO À COMUNICAÇÃO DA SEG. SOCIAL E PEDIDOS DE ALTERAÇÃO DOS ESCALÕES | A Viagem dos Argonautas
  11. Pingback: ASSOCIAÇÃO DE COMBATE À PRECARIEDADE – PRECÁRIOS INFLEXÍVEIS – CONCLUSÕES DO 3º FÓRUM PRECARIEDADE E DESEMPREGO | A Viagem dos Argonautas
  12. Pingback: ASSOCIAÇÃO DE COMBATE À PRECARIEDADE – PRECÁRIOS INFLEXÍVEIS – RECIBOS VERDES: PARLAMENTO APROVA ALTERAÇÃO DE PRAZO PARA MUDANÇA DE ESCALÃO | A Viagem dos Argonautas
  13. Atentoestevesayres

    Onde anda o plano de Emergência para 2016?

    Será que os problemas dos jovens estão resolvidos? Ao estão convencidos que o governo do PS do Costas, com o apoio do BE e do CDU/PCP, já não precisamos de lutar!

    Eu diria mais, vamos precisar de lutar e muito, porque eu não acredito nesta esquerda!

    Um Democrata e Patriota

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>