SITE EM REESTRUTURAÇÃO

precariosinflexiveis Julho 17, 2015

ng2991425Passos Coelho aumentou a contribuição dos trabalhadores da função pública da ADSE de 1,5% do seu salário para 3,5%, uma subida de 2 p.p. ou de 133%. Agora uma auditoria do Tribunal de Contas veio indicar que a ADSE está a ter um excesso de 140 milhões de euros por ano que o governo está a usar para aumentar “artificialmente a receita pública”.

Os juízes do Tribunal de Contas não deixam margem para dúvidas, ilibam a troika e culpam o governo, quem desconta para a ADSE está a ser “prejudicado” e o excedente está a ir para o Orçamento do Estado, emprestado a juro 0%. Dinheiro grátis, vindo do bolso dos funcionários públicos.

O governo inventou um novo imposto encapotado de 140 milhões de euros apesar dos avisos dos sindicatos, da oposição e, pasme-se, até do Presidente da República.

Passos e Maria Luís Albuquerque já vieram dizer que o dinheiro reverte todo para a ADSE, tentando desmentir o que vem preto no branco na auditoria.

Facebooktwittergoogle_plusredditlinkedintumblrmailby feather

Leave a comment.

Your email address will not be published. Required fields are marked*